Skip to content

Buenos Aires para adolescentes – Dia 3

28 fevereiro 2010

Shopping Dot BsAs

Depois da aventura de ontem, o dia pedia algo mais leve.  Tive que ceder ao consumismo presente em todos nós e rumamos para o outlet da Kevingston na Avenida Cabildo 4207, em Nuñez. Arrebanhei um par de ofertas e me dei por satisfeito.

Continuando a sanha de compras, fomos visitar o mais novo shopping da cidade: o Dot Buenos Aires que fica na Avenida General Paz, nos limites geográficos do município (parece longe, mas é logo ali, no final da Cabildo).

O shopping é bonito e tem quase todas as lojas âncoras, mas estava bem vazio, o que pode ser creditado à localização. Passeamos um pouco pela Falabella, onde as duas arremataram blusas e vestidos diversos. Ainda andamos por mais algumas lojas, mas a fome falou mais alto e paramos no Burger King,  já que as meninas estavam com saudades de um hamburger. De minha parte, preferi investir em uma alimentação menos gordurosa e optei pelo sanduíche de lomo suizo con queso azul do Valentín. Vejam se não fiz uma boa escolha…

Yummy!!!

Próxima parada no Museo Xul Solar, que fecharia no dia seguinte para as férias de verão, só reabrindo em março. O Museu fica na antiga casa de Xul, na Calle Laprida 1212 (entrada a 10 pesos, já incluida a visita guiada) e conseguimos chegar a tempo de pegar a visita guiada gratis. As pinturas de Xul tem um paralelo com as de Klee e Kandinsky, com muito uso de cores e formas geométricas. Ele foi autodidata, contemporâneo e amigo de Borges, inventor de um idioma mescla do espanhol e português, astrólogo, estudioso das religiões e possuidor da “biblioteca mais interessante que já vi” segundo Borges.

Museu Xul Solar, na Calle Laprida

 As meninas conseguiram acompanhar a palestra por míseros 15 minutos, quando decidiram dar mais atenção aos quadros em si. Independente do gosto artístico de cada um, é inegável que a pintura de Xul atrai a curiosidade, pelo aspecto visionário do artista e o uso das cores.

Pintura, por Xul Solar.

Para o jantar escolhemos o Broccolino, uma cantina italiana meio escondida na Calle Esmeralda, 776.  Nada de excepcional, mas, pelo menos, uma comida honesta. Comemos gnocchi e talharins com preços variando entre 25 e 45 pesos.

A ideia era sair de Palermo e mostrar um pouco do centro da cidade de Buenos Aires à noite.

Ao final, demos uma passada na Corrientes para uma foto do obelisco, antes de tomar um táxi de volta para o apartamento.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 2 março 2010 5:10 pm

    Fiquei com pena que o museu estivesse fechado… E também não consegui ver a expo do Warhol – encarei uma fila enorme no meu último dia de Bs.As. (não sabia que era o último fim de semana da expo) e mesmo assim não consegui entrar… 😥

  2. 2 março 2010 5:11 pm

    Eu gosto da Corrientes à noite, aquele entra-e-sai nos teatros, os táxis dando a volta no Obelisco e entrando na avenida… Não me volto a me hospedar por ali de novo jamais, se puder evitar, mas gosto desse arzinho de decadência! 😉

  3. 6 março 2010 6:55 pm

    O Centro de BsAs é mesmo muito pitoresco, apesar de perigoso em alguns locais. Quanto ao Museu do Xul Solar, ele costumava ficar fechado todo o mês de janeiro. Agora, parece que mudou.

  4. Silvia permalink
    26 agosto 2010 7:01 pm

    JB,
    Passei e conferi. Legal seu blog, vou virar assídua. Amo BsAs e adorei tudo de Xul Solar. As fotos estão ótimas, deu uma saudaade. Volto em setembro e vou querer comprar um livro. Até,
    Silvia

    • 27 agosto 2010 4:27 pm

      Silvia,

      Obrigado pela visita.

      Que bom que vc gostou, estamos às ordens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: