Skip to content

Istambul – outros passeios

31 maio 2010

Seguem mais algumas atrações de Istambul visitadas por mim. Obviamente ficaram faltando várias outras, mas talvez isto seja um motivo bem razoável para voltar, não acham?    

Torre de Gálata   

Esta torre, construida no ano de 528 pelo Imperador Justinianus e usada no século XIII como parte das fortificações genovesas, fica em Beyoglu. Do alto de seus 62 metros, se tem uma das mais belas vistas de Istambul – em todas as direções.   

A visita pode ser combinada com um passeio na movimentada rua de pedestres Istiklal Caddesi, que começa na praça Taksim (ver mais abaixo).   

A Torre possui um restaurante (caro!) com uma vista privilegiada e um night club onde se assiste a espetáculos de danças típicas turcas.   

Quando: Todos os dias, de 9h a 20h.   

Quanto: TL 10.  

   

Vista da Torre de Gálata

Mesquita Azul

Na região de Sultanahmet fica a famosa Mesquita Azul, cujo nome verdadeiro é Sultan Ahmet Camii, ou seja, a Mesquita do Sultão Ahmet. A alcunha fica por conta da coloração de seus belos azulejos, vindos de Iznik. Durante a noite a iluminação torna o edifício ainda mais imponente e, na época do verão, o local ainda é palco de uma queima de fogos bastante concorrida.   

O interior é igualmente belo: além dos azulejos, as cúpulas internas são decoradas com arabescos belíssimos. Anexo à Mesquita fica o Pavilhão Imperial, onde se encontra o Museu de Tapetes Vakiflar.

Nas fotos abaixo, pode-se ver ainda o pátio interno, onde os fiéis realizam as suas lavagens rituais, e detalhes da cúpula.

Quando: Todos os dias, de 9h a 17h. Devem ser observados os horários das orações, quando a entrada de turistas é proibida.   

Quanto: Grátis.

Hipódromo  

Ao lado da Mesquita Azul, fica o que restou do antes grandioso Hipódromo (o estádio original tinha capacidade para quase 100 mil pessoas e era o palco para as famosas corridas de biga), construído pelo Imperador romano Septimus Severus.   

Hoje, restam apenas três monumentos daquela época: a Coluna de  Constantino Porfirogeneto, em homenagem ao Imperador que a restaurou no século X, a Coluna das Serpentes (foto abaixo), trazida de Delfos e cujas cabeças foram arrancadas por um nobre polonês bêbado, no século XVIII e o Obelisco Egípcio, que ficava em Luxor, antes de ser trazida a Istambul pelo Imperador Constantino.

Este Obelisco (foto acima) possui atualmente apenas um terço de sua altura original.

Quando: Todos os dias.

Quanto: Grátis.

Grande Bazar  

Um labirinto de corredores infindáveis, com inúmeras lojas e vendedores afoitos para arrancar sua última lira turca, o Grande Bazar é fascinante. É o mercado coberto mais antigo do mundo.     

Por conta da arrumação interna das lojas ser feita por tipo de produto vendido, é muito mais fácil de se orientar do que qualquer Medina no Marrocos, mas deve-se prestar bastante atenção, sobretudo pelo fato de haver quatro entradas distintas – a mais usada é a Çarsikapi, próximo à parada do bonde em Beyazit.      

Lá dentro se encontra de tudo – antiguidades, tapetes, artigos de couro, objetos em ouro e prata, tecidos, souvenires  e artigos para casa, porém há que se barganhar, e muito. Os preços iniciais são superiores ao que se encontram nas ruas ao redor – pesquise antes para se ter uma idéia do preço final a ser alcançado.     

Há também alguns restaurantes e bares para aplacar a fome durante as compras.   

Quando: Todos os dias, de 8h30 a 19h. Fecha aos domingos e em 29 de outubro, além dos feriados religiosos.     

Quanto: Grátis.   

  

  

Bazar das Especiarias   

Este Bazar, em forma de “L”, foi construido no século XVII para fazer parte do conjunto da Mesquita Nova, em frente ao Bósforo, em Eminonü.     

Como o próprio nome diz, o forte aqui são as especiarias, coloridas e abundantes, porém existem também algumas lojas que vendem souvenires, doces, caviar e até ervas afrodisíacas.     

Quando: Todos os dias, de 8h a 19h. Fecha aos domingos e em 29 de outubro, além dos feriados religiosos.     

Quanto: Grátis.     

  

  

Lado Asiático  

Apesar de pouco visitado, já que a maioria dos locais turísticos fica mesmo no lado Europeu, o correspondente asiático tem lá seus encantos.

A começar pela travessia, que pode ser feita de vários locais no lado europeu, como Karaköy, Eminönü, Sirkeçi, Kabataş e Beşiktaş e chegando em diferentes pontos do lado asiático – Üsküdar, Kadiköy, Harem e Haydarpaşa.

Como queria conhecer a maior estação ferroviária da cidade, ponto de partida dos trens ao interior e outros países asiáticos, tomei um ferry de Karaköy, único local qe possuía um serviço direto a Haydarpaşa (foto ao lado).

A estação é muito bonita, com uma localização privilegiada, de frente para o Mar de Mármara. Ficou pronta em 1908, graças à ajuda do Kaiser Guilherme II.

De lá peguei um dolmuş (nossa velha conhecida “van”) até Üsküdar, uma área com um comércio bastante movimentado, mas sem maiores atrativos. De lá, fiz a travessia até Eminönü,apreciando o belo pôr-do-sol e aproveitando a vista da Torre de Leandro (Kiz Kulesi – última foto abaixo), que já foi farol, posto de alfândega e posto de pedágio marítimo antes de ser usada pela marinha turca para fiscalizar a navegação.

Está prevista para os próximos anos, a extensão do metrô sob o Mar de Mármara para alcançar o lado asiático.

Whirling Dervishes  

O espetáculo dos dervixes rodopiantes, tão bem descrito pela Emília em seu blog, A Turista Acidental, é mesmo hipnotizante. Existem algumas versões, praticamente com o mesmo “elenco”, só mudando os locais e os dias da apresentação. Preferi o Hoçapaşa, que é apresentado em um Centro Cultural de mesmo nome e que ficava bem próximo ao hotel. Além da proximidade, o fato de ser em um local mais “tradicional” pesou a favor da escolha.      

O evento começou pontualmente às 19h30 e não eram permitidas fotos durante a apresentação. As fotos abaixo foram tiradas antes do início e mostram o local onde os músicos se sentariam.     

Inicialmente, são cerca de 20 minutos de músicas e bênçãos, uma introdução ao ritual. Posteriormente entram os 6 dervixes e, ao som de uma música instrumental sufi, começam o espetáculo de “rodopiar”, sempre com a mão esquerda apontada para baixo e a direita para o alto, como a dizer :” De Deus nós recebemos, aos homens nós oferecemos”. São quatro ciclos de giros, cada um com seu significado espiritual. Uma experiência sensorial completa!  

Quando: Existem espetáculos quase que diariamente em locais diversos. Em Hoçapaşa, todos os dias, menos terças e quintas, 19h30. Sugiro reservar o ingresso com antecedência.     

Quanto: variam entre TL 30 e TL 40 (caso do Hoçapaşa).     

  

  

Arredores de Taksim   

A praça mais famosa de Istambul, marca também o início da rua mais emblemática da cidade, a Istiklal Caddesi.     

Taksim quer dizer “central de distribuição de água” em turco. Ainda se pode ver o reservatório original, em pedra, além do Monumento à Independência, mostrando Atatürk e outros pilares da república turca moderna.     

A Istiklal Kaddesi é uma rua de pedestres com várias lojas e alguns restaurantes típicos. Andar por ela é provar um pouco do modo de vida dos habitantes da cidade.     

Vale a pena admirar algumas de suas atrações, como a bela Igreja de Santo Antonio de Pádua, a maior igreja católica de Istambul (foto ao lado).     

Nas imediações também se encontra o famoso Pera Palas Hotel, que, infelizmente, está em obras. Este Hotel ficou famoso por abrigar os passageiros do igualmente conhecido Expresso Oriente. Agatha Christie também se hospedou no local.     

Outra parada pode ser feita no Mosteiro Mevlevi, que, no passado, costumava ter apresentações dos dervixes rodopiantes.     

A melhor forma de se chegar a Taksim é descer na última estação do bonde em Kabataş e tomar o Funicular.     

Ao final do passeio, pode-se descer a pé até a Torre de Gálata ou tomar o Tünel para Karaköy.     

  

Anúncios
14 Comentários leave one →
  1. 1 junho 2010 9:14 am

    JB, suas dicas de Istambul estão muito legais e estou guardando tudo!
    Ainda bem que você se empolgou e voltou a escrever no blog, pois assim temos mais dicas interessantes.
    Parabéns!

    Abraços!

    • 4 junho 2010 9:03 pm

      Olá, Alessandro,

      Que bom te ver por aqui. Você andava sumido…

      Vamos ver se consigo manter a empolgação por um tempo longo. Dá trabalho, mas no fim compensa.

      Abraços

      • 6 junho 2010 5:42 pm

        Blog dá trabalho mesmo, ainda mais os nossos, onde temos que inserir fotos, re-checar as referências e dicas, etc. Mas a luta continua!

        Parabéns e abs!

  2. 3 junho 2010 4:32 pm

    JB, assino embaixo quanto aos passeios, você conseguiu reunir todos os melhores e imperdíveis! Sou suspeita quanto à Torre de Galata, recomendo sempre, para todos!
    Gostaria de ter visitado um pouco mais do lado asiático e ter ido até Haydarpasa, fica para a próxima.
    Hoje estava navegando e lendo sobre os protestos quanto ao bloqueio a Gaza e vi uma multidão em volta de um monumento e me lembrei na hora: Ataturk na praça Taksim, sua última foto!
    Obrigada pela menção ao TA, um abraço!

    • 4 junho 2010 9:01 pm

      Oi, Emília

      Pois é, Istambul deixa mesmo saudades, né?

      Não precisa agradecer. O seu post sobre os derviches está mesmo espetacular.

      Abraços

  3. Georgia permalink
    3 setembro 2010 6:16 pm

    JB, amei as suas dicas. Adorei a praticidade com que você resumiu a logística dos passeios. Vou copiar/colar no meu guia “feito por mim”. Obrigada!

    • 4 setembro 2010 11:19 am

      Georgia,

      Obrigado. Apareça sempre e depois nos conte sobre a viagem, tá?

      Abraços,

      JB

  4. 6 setembro 2010 1:33 pm

    Oi JB,
    Fiquei morrendo de saudades de Istambul lendo a sua série. Eu também só fiquei 5 dias e deixei um monte de coisas para trás, principalmente o lado asiatico.
    Pena que não tinha entrado no seu Blog antes da viagem, teria mais dicas.
    Mas já guardei a Expedição Inca nos meus favoritos. Estou ajudando minha filha a preparar a viagem dela.
    Até a convenção de BH e a caravana a Inhotim
    Um abraço.

    • 6 setembro 2010 2:42 pm

      Flora,

      Istambul é, com certeza, um destino para se voltar outras vezes. É uma cidade que mexe com os 5 sentidos, né?

      Estou torcendo para a caravana Inhotim sair mesmo.

      Se precisar de alguma ajuda sobre o Peru e Bolívia é só chamar, ok?

      Abraços,

      JB

  5. Maria Rita Guimaraes permalink
    20 julho 2011 5:03 pm

    JB,
    Obrigada pelas informações que são muitíssimo relevantes apra mim que irei a Istambul, pela 1ª vez, em outubro.Partirei de Barcelona e, no caso, viajarei sozinha.Muitos desaconselham a viagem sozinha para uma mulher, mas estou apoiada em meus muitos anos e, portanto, creio que posso ir tranquila, nesse quesito.
    Minha preocupação é com a língua com a qual me comunicar, pois não falo inglês.Falo bem o espanhol e posso me vira muito bem na leitura eescrita do francês.para falar, estou meio enferrujada..
    como poderei me comunicar por lá?
    Agradeceria muitíssimo que me desse sua opinião.
    Anexei seu log nos Favoritos, de modo a seguir lendo.
    Um abraço.Grata.
    Maria Rita
    mariarita.guimaraes@gmail.com

    • 20 julho 2011 10:26 pm

      Oi Maria Rita,

      Claro que saber ingles facilita bastante a comunicação em países como a Turquia. O espanhol por lá não é muito falado não, mas creio que vc não deve ter muita dificuldade em achar alguém que te entenda pleo menos para te dar informações. Se nada disso funcionar, apele para a velha mímica…

      Obrigado pela visita. Volte sempre.
      Um abraço

  6. moacyr.amaral@terra.com.br permalink
    19 outubro 2011 7:05 am

    Olá…JB…….. sou Moacyr Amaral…Tramandaí/RS..Brasil

    Li suas dicas, são perfeitas para recordar …quem já esteve lá ,
    Istambul é uma maravilha oTOMANA …

    • 21 outubro 2011 5:36 pm

      Oi Moacyr,

      Não posso deixar de concordar com vc…

Trackbacks

  1. E Pamukkale, hein? |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: