Skip to content

Punta del Este – passeios

18 julho 2010

    

Um passeio pela Península pode ser bem agradável. Comece pelo monumento mais conhecido da cidade, a escultura La Mano (foto acima) , feita pelo chileno Mario Irarrazabal, e que se encontra em frente ao terminal Rodoviário, na Praia Brava. 

Farol em Punta

Depois, desça até a Rambla José Artigas e passeie por sua extensão, admirando o porto, seus iates, a Isla Gorriti ( a mais próxima de Punta) e a Isla de los Lobos, que possui a maior colônia de lobos marinhos da América do Sul. Os passeios até as  ilhas podem ser feitos a partir do Porto de Punta, e são mais frequentes durante o verão. 

Você vai ser forçado a abandonar a Rambla se quiser ver o Farol de Punta, que, estranhamente, não fica na ponta da Península. Aproveite e faça uma visita à bonita Igreja de la Candelária, que fica ao lado. 

Rambla Artigas

   

La Candelaria

 
 
 
 
 
 

Casapueblo

Um dos programas preferidos de quem vai a Punta é observar o pôr-do-sol na Casa Pueblo, misto de galeria de arte e Hotel, em Punta Ballena, que abriga as obras do uruguaio Carlos Páez Vilaró, e cuja arquitetura tem óbvias influências de Miró, se este fosse arquiteto e tivesse vivido em Santorini.    

O local possui um café, para se degustar uma bebida admirando o por-do-sol, mas fica superlotado de turistas o que, somado ao palavrório infindável do anfitrião, em uma gravação ao som de uma canção instrumental, torna o evento um tanto quanto chato. Se quiser visitar as obras antes do por-do-sol, é necessário chegar pelo menos uma hora antes do mesmo, já que o museu fecha pontualmente às 18h.   

Igualmente bonito é o pôr-do-sol visto do Hotel Las Cumbres, que fica em Punta Ballena, no alto de um morro e somente acessível de carro. Deve-se aproveitar a ocasião e tomar um chá da tarde.   

Fim de tarde visto do Hotel Las Cumbres

         

     

Andando para o leste, na direção contrária à Punta Ballena, podemos percorrer toda a extensão da Praia Brava até chegarmos em La Barra, um balneário que possui um dos cartões postais de Punta: a famosa ponte ondulada (foto abaixo).          

       

Mais adiante, a cerca de 30km de Punta, fica José Ignácio, um pequeno enclave de casas e hotéis charmosos, que vem se tornando o refúgio dos descolados do mundo inteiro. Durante o verão, o local é palco de várias festas, na maioria das vezes em seus restaurantes literalmente pé-na-areia. Fora da temporada, contudo, chega a parecer uma cidade fantasma.     

O vilarejo em si se resume a uma meia dúzia de ruelas sem asfalto, com alguns hotéis e restaurantes (a maioria fechados), que desemboca em uma praia sem maiores atrativos a não ser o bonito farol.  

Farol em José Ignácio

Anúncios
One Comment leave one →
  1. 20 julho 2010 12:22 am

    Sabe o que este post me lembrou? “José vem sempre aqui? José Ignacio…” 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: