Skip to content

Santiago para adolescentes – Dia 4 – Despedida

24 março 2011

 

As meninas e o caudaloso Rio Mapocho

 

O último dia foi dividido igualmente entre turismo e consumo: na parte da manhã, fechamos as compras na Falabela e na Casa&Ideas. Para a tarde, fomos até o centro almoçar em um japonês recomendado por uma revista de viagem, só que o mesmo não existia mais. Nos contentamos com o primeiro japonês que vimos, na Rua Monjitas, e não nos arrependemos. Todos pedimos  uramakis de camarão coberto por salmão empanado. Delícia.

Fomos ao Museu de Belas Artes, logo ao lado, e, para nossa surpresa, não nos cobraram ingresso. Depois soubemos o porquê:  algumas salas estavam fechadas para reforma após o terremoto do ano passado e, pelo fato do edifício ter completado 100 anos em 2010, as principais obras foram trasladadas para as principais cidades chilenas para permitir que todos pudessem admira-las.

Escultura de Botero nos Jardins do Museo de Belas Artes

Museo de Belas Artes

Museo de Belas Artes

Em frente ao Museo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aliás, os efeitos do terremoto ainda se fazem sentir por toda a cidade. Muitos dos edifícios que abrigam museus sofreram danos consideráveis: a maioria dos museus que ficam no Parque Quinta Normal ainda não abriram suas portas até hoje.

A penúltima atração foi a subida até o Cerro San Cristóbal. Fomos obrigados a ir e voltar de funicular, já que o teleférico não estava funcionando. Isto mudou um pouco a programação, já que a descida do teleférico nos deixaria bem próximos da última atração do dia, que era o Parque das Esculturas.

O Parque, que fica ao pé do Cerro, bem próximo à Providencia, é um dos meus locais favoritos na cidade. Contém, como o nome já diz, várias esculturas de artistas chilenos e exmplares botânicos de outros países (incluindo o Brasil).É um passeio super agradável e fica ainda mais bonito próximo ao por do sol. Não concorda?

Funicular - Cerro San Cristobal

Apreciando a vista...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parque das Esculturas

Árvore no Parque das Esculturas

Parque das Esculturas

 

Para a última ceia, a escolha unânime foi um italiano próximo ao hotel: a massa estava deliciosa (comi um penne à bolonhesa muito bom).

Na manhã seguinte pegamos um táxi  às 6 da manhã  para o Aeroporto – pagamos 16000 pesos.

No cômputo geral, o balanço foi bem positivo. A única falha foi a escolha do hotel Diego de Velázquez, meio velhusco, com um café da manhã sofrível e atendimento dos garçons a desejar. Apesar disto, 4 dias foi o suficiente e o equilíbrio entre o turismo sufocante e as compras desenfreadas foi plenamente alcançado!!!

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 29 dezembro 2011 7:45 pm

    Santiago é minha viagem frustrada, pois tive que desmarcar já com tudo pago. Adiei mas não desisti e quando for será com 2 adolescentes, minhas gêmeas de 13 anos. Os posts serão muito úteis. Gostei muito do blog, vamos trocar indicações no bloigroll?
    Feliz 2012.

  2. 6 janeiro 2016 10:44 pm

    Querido tio, é com grande carinho que revejo essas fotos e relembro de nossa viagem. Foi realmente muito boa, só tenho a lhe agradecer. Um beijo, Julia.

    • 7 janeiro 2016 2:38 pm

      Oi Juju,

      Não precisa agradecer, vc sabe que eu faço isso com grande prazer e fico muito feliz que vc tenha gostado.
      Apareça sempre.
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: