Skip to content

Sudeste Asiático – Dia 12 – Cingapura

4 julho 2011

Sentosa Island

O programa de hoje incluia uma visita à ilha de Sentosa, o equivalente à  Disneylandia local. Para isto, decidi comprar o passe de transporte de um dia (Singapore Tourist Pass), com direito a andar nos ônibus e metrô, por 8 SGD. Maiores informações sobre o passe  podem ser encontradas aqui.

Para chegar a Sentosa, o melhor é tomar a linha do North-East do MRT, descendo na última estação Harbour Front. De lá, voce tem várias opções:

1) Teleférico, a partir do Harbour Front Tower 2 (diariamente das  08h45 às 22h; custo = 24 SGD – ida, ou 26 SGD – ida e volta)

2) Trem Sentosa Express, a partir do 3° andar do Vivo City (diariamente das 7h às 24h ; custo = 3 SGD)

3) A pé, pela Sentosa Boardwalk (das 7h às 24h – travelators;  das 9h às 18h – para comprar o ticket de admissão; custo = 1 SGD)

Escolhi a terceira opção e, com a ajuda dos travelators, em menos de 10 minutos já estava comprando meu ticket.

Sentosa

Sentosa Boardwalk

Entrada de Sentosa Island

Andei um pouco após o portão de entrada e depois tomei o Sentosa Express na estação Waterfront.

O percurso é gratuito entre as 3 estações dentro da ilha – Waterfront (onde ficam os resorts e a filial do Universal Studios), Imbiah (local dos cinemas 3D e dos brinquedos radicais) e Beach (onde ficam as , ahn,… praias).  A volta até o Vivo City também é gratuita. Mapinha do local segue abaixo:

Desci na estação Beach, onde há 3 praias diferentes, e comecei o passeio tomando o bonde gratuito da linha roxa (veja acima) até Siloso Beach (primeira foto do post).

Depois de algumas fotos, voltei para Beach Station para completar o tour no percurso em laranja, passando pelas praias Palawan e Tanjong. Em Palawan fica o ponto mais ao sul da Ásia continental.

Palawan Beach

O ponto mais austral da Ásia continental, em Palawan Beach

Vista de Siloso Beach do Imbiah Lookout

Existem várias outras atrações na ilha, suficientes até para mais de um dia. Veja no site de Sentosa.

Meu principal objetivo neste passeio era, além de conhecer o playground dos habitantes locais, andar outra vez de luge, uma espécie de carrinho de rolimã (nossa, que termo antigo!) mais bem acabado, que havia conhecido e gostado na viagem à Nova Zelandia há 10 anos.

Tomei o Sentosa Express até Imbiah, aproveitei a oferta de 3 descidas por 20 SGD e lá fui eu. Ueba!!!

Luge

JB no Luge

A volta após a descida

Depois do recreio, de volta ao mundo real com o auxílio do Sentosa Express até Vivo City. Como tinha o passe de um dia, resolvi tomar um ônibus a esmo e assim o fiz.

Conheci parte do interior da ilha e pude notar que mesmo os edifícios mais modestos são um primor de limpeza, com jardins sempre muito bem cuidados. A segurança também não parece ser um problema por aqui, tamanha a quantidade de estudantes de 10 anos ou menos que andam de ônibus sozinhos.

Desci do ônibus em Dhoby Ghaut (adorei o nome desta estação, que significa “local de lavagem” em hindi) e fui de MRT até Marina View, última parada da North-South line. O local era meio deserto e cheio de construções, ou seja, nada propício para fotografias.

Dei meia volta e fui para Orchard Road para comprar um notebook na loja da Sony – encomenda da filha!

No MRT de Singapura há vários anúncios educativos (além da inúmeras placas com os valores das multas a que estamos sujeitos, caso não nos comportemos de acordo com o esperado para os seres educados que somos), sempre com a presença das 3 moçoilas abaixo – achei a gordinha um barato!!

Deixe as pessoas sairem primeiro!

Ei, acorda aí e ceda o lugar!!!

Orchard Road

Um dos inúmeros shopping centers em Orchard Road

Vista do skyline a partir do pátio do hotel

Resolvi comer um pad thai (que saudades!) num food center em Orchard Road mesmo e depois voltei de ônibus para o hotel.

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 6 julho 2011 4:46 pm

    Isso é o cúmulo da boa coordenação motora: o blogueiro que consegue fotografar enquanto desce de luge! ;-P

    • 8 julho 2011 11:12 am

      Hehe, Mari,

      O pior é que foi difícil mesmo, pois tinha que manejar a máquina com apenas uma mão!

  2. MauOscar permalink
    14 julho 2011 9:53 pm

    Ual!!!

    Cingapura está tão diferente daquela que vimos pela última vez em Outubro de 2009… A Segunda foto deste Post na época era um gigantesco campo de obras….

    Muito legal os relatos…. Não vejo a hora de voltar à Ásia em breve novamente!!!

    Abraço

    • 16 julho 2011 9:22 am

      E vai estar ainda mais diferente daqui a alguns anos, a julgar pelo volume de obras, Oscar.
      Valeu pela visita (e pela dicas tb).
      Abraço

Trackbacks

  1. O que ver e fazer em Cingapura | MauOscar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: