Skip to content

Buenos Aires – passeio alternativo ao Tigre

21 julho 2011

Tigre

Domingo, 10 de julho, dia de eleição municipal na Ciudad autónoma de Buenos Aires. Prenúncio de aglomerações e boca-de-urna desnecessárias. A possibilidade de não ocorrer a Feira de Santelmo era grande, por isto optamos por fazer um passeio ao Tigre.

Desta forma, caminhamos do Hotel até a estação de Retiro, onde tomamos o trem local, ramal Tigre, jocosamente apelidado por mim de “Tren de la Bosta”, alternativa muito mais em conta ao igualmente famoso trem turístico. Custo? Apenas 2,70 pesos, pouco mais de um real, ida E volta!!!

Quer saber? Apesar de ser um transporte público de baixa qualidade, se voce for sentado é perfeitamente aturável. E convenhamos: a logística para tomar o Tren de la Costa é pra lá de custosa. De táxi da Recoleta até a estação Maipu (que nem fica mais na cidade de Buenos Aires) deve dar uns 8o pesos!

A viagem dura 50 minutos e nos deixa na estação Tigre (não confundir com a estação Tigre Delta do trem de luxo) que fica mais bem localizada, no meio da cidade.

Estação Tigre

Optamos por fazer um passeio nas margens do Rio, indo até o Passeo Victorica. O dia estava esplendoroso, céu azul e temperatura em torno dos 15 graus. Passamos pelo Museo Naval e um pouco mais adiante descobrimos um lugar muito aconchegante e agradável: o Villa Julia Suites y Resort.

Clube de Remo

Passeo Victorica

O restaurante do hotel, El Ceibo, tem uma área externa bem simpática, mas preferimos conhecer o charmoso interior.

Como iríamos meter o pé na jaca no jantar, pedimos apenas uma baguete de presunto cru com queijo fontina e rúcula. Foi simplesmente um dos melhores sanduíches que já havia comido, pão super crocante e mistura perfeita de ingredientes coroado com um molho pesto à parte. Uma delícia!

Hummm

Brownie con helado de dulce de leche

Área externa do restaurante

Completamos a refeição com um brownie com helado de dulce de leche, mas, dos dois, só se salvou o sorvete. O brownie estava esfarelado e não tinha muito gosto de chocolate.

Interior do Villa Julia

Entrada do Villa Julia

Continuamos o passeio até o charmoso Museo de Arte del Tigre, onde ficava um hotel. O prédio em si já vale a visita, mas se voce quiser entrar , o local fica aberto todos os dias das 10 as 17 e o ingresso custa 10 pesos.

Museo

Museo

Museu

O trio elétrico no Museu

Voltamos até Retiro num trem no final da tarde, ou seja, ainda deu para curtir o lindo por-do-sol.

Por do sol no Tigre

Um dia super agradável…

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 14 agosto 2011 8:34 am

    JB, a estação final do Tren de la Costa se chama Delta, e não Tigre, como a do “Tren de la Bosta”… 😆

    Essa foi a melhor vez que fui ao Tigre – tudo deu certo! Ótimo passeio, dia lindo, companhias excelentes, comida deliciosa… Simplesmente perfeito!

Trackbacks

  1. Domingo no Tigre « Idas e Vindas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: