Skip to content

Bálcãs – introdução

30 julho 2011

Lake Bled - Eslovênia

Estava eu no trabalho, numa sexta feira estafante (como sói acontecer), quando, na última hora, resolvi olhar as ofertas de passagens aéreas, pensando no próximo local de viagem. Acabei descobrindo que a TAM estava com uma oferta inusitada:  passagens para Frankfurt por meros 550 dólares ida e volta, já com taxas incluídas. A pegadinha: a saída (e a volta) tinha que ser por Foz do Iguaçu.

Pensei um pouco e decidi: não visitava Foz há pelo menos 15 anos e queria me aventurar pelo lado argentino das Cataratas; além do mais, na volta, poderia descer diretamente no Galeão sem a necessidade de seguir até Foz, já que o voo tinha escalas naquele aeroporto.

Comprei a passagem (acabou saindo um pouco mais caro por conta do dia em que poderia viajar, mas não passou dos US$600, tudo incluído), tirei o trecho GIG-IGU com milhas da GOL em um voo direto e a única dúvida remanescente era quase uma questão ortográfica: se percorria os países Bálticos, ou se visitava os países dos Bálcãs. Acabei optando pela segunda proposta.

Baía de Kotor - Montenegro

Passo seguinte era mais simples: definir quanto tempo alocar para os países, dos 12 dias totais. No fim das contas, fiquei 2 na Eslovênia (Ljubliana e Bled), 5 na Croácia (entre Zagreb, Plitvice Lakes e Dubrovnik), 1 bate e volta a Montenegro (Kotor e Budva) e 4 na Bósnia (dividido irmãmente entre Mostar e Sarajevo).

Mostar bridge - Bósnia

Foi uma viagem interessante e, no caso particular da Bósnia, intensamente histórica. Maiores detalhes nos posts a seguir…

Zagreb - Croácia

Disclaimer: algumas fotos estão meio desfocadas, culpa da minha câmera que estava com problemas no foco; o pior é que só fui perceber na volta quando vi as fotos na telado computador. Mesmo assim, resolvi mante-las aqui, testemunhas da viagem que são.

Anúncios
7 Comentários leave one →
  1. Clarice permalink
    4 agosto 2011 8:38 pm

    A ponte de Mostar era um must da minha lista qdo estive na Croácia, acabei desistindo pois seria necessário visto para a Bósnia e era complicado. Fiz o bate volta até Montenegro, gostei muito. Fiquei em Dubrovnik e visitei Korkula. Foi tudo excepcional.

    • 14 agosto 2011 1:28 pm

      Clarice,

      Agora o visto não é mais necessário, apenas para a Sérvia, que não visitei. A ponte é realmente linda…

  2. Georgia permalink
    27 janeiro 2013 4:39 pm

    OI JB!! Tudo bem?
    Volta e meia estou eu aqui seguindo seus passos…
    Estou pesquisando sobre os Bálcãs pois adoraria visitar esses lados, especialmente Croácia, Montenegro e Eslovênia mas a época que terei disponível é ingrata – outubro.
    Estou pensando em manter pelo menos a Eslovênia no roteiro. Fiquei curiosa pra saber em que mês vc foi…

  3. 29 janeiro 2013 9:15 am

    Oi Georgia,

    Eu fui no final de setembro e fiquei até o começo de outubro. Achei uma época boa, apesar de ter pego alguns dias de chuva.

    Não aconselho ir nesta época se vc quiser pegar praia ou algum agito nas praias da Croácia. Dubrovnik fica meio vazia, mas dá para curtir mais sem aquela multidão.

    Apareça sempre,

    JB

    • Georgia permalink
      29 janeiro 2013 4:13 pm

      Obrigada, JB! Acho que vou mnater a Eslovênia e deixar a Croácia para uma época mais quentinha.
      Vou aparecer!!

  4. Maria Medeiros permalink
    22 agosto 2016 9:02 pm

    Olá! Encontrei seu blog através de uma dica e achei fantástico pq é justamente o roteiro que penso fazer, com alguns acréscimos, pois, passarei mais tempo nos balçãs. Sairei tb de Frankfurt. Passarei 25 dias. Quero visitar Split e Hvar, em seguida quero passar na Romênia(Bucareste e região da transilvânia). Por gentileza, você, poderia me informar se os dias que vc dedicou a cada cidade deu para conhecer bem? Saberia me dizer se para Romênia seria melhor partir de Split ou Dubrovnik? Estou planejando viajar no final de março e ficar até 18/04/2017. Obrigado

    • 26 agosto 2016 10:18 pm

      Oi Maria,

      Sim, os dias em cada cidade foram suficiente na maior parte das vezes. Talvez colocasse um pernoite em Bled e mais um dia em Dubrovnik para explorar os arredores.

      Em relação a Romenia, não sei de que maneira vc vai para lá, mas acredito que Dubrovnik oferece mais opções de transporte.

      Abs,JB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: