Skip to content

Patagônia Express – Dia 9 – Puerto Natales

11 março 2012

Vista do lounge do Hotel Charles Darwin

Depois de dias ininterruptos de passeios marítimos e terrestres, viagens de ônibus, tirei o sétimo dia para descansar (original, não?). Acordei tarde, fiz  a mala, o check out e fui ver o que havia  mudado na cidade desde a última vez que estive aqui em 2004.

Puerto Natales está mais atraente, sem dúvida por conta do turismo crescente. Conta com alguns restaurantes de autor (inclusive um que mistura culinária da Patagônia e africana e que se chama, obviamente, Afrigonia) e agencias de turismo com nicho definido. Pena que para os turistas normais só existam 2 passeios – o do dia inteiro a Torres del Paine e a caríssima navegação (69.000 pesos chilenos!) pelos Glaciares Balmaceda e Serrano, excursão da qual não ouvi muitos elogios.

Restaurante Afrigonia - não experimentei

Nada a fazer, melhor caminhar para gastar as calorias. Como  o sol brilhava, era um convite para um passeio à beira do Estreito Ultima Esperanza, assim denominado por conta do navegador Juan Ladrilleros que, em 1557 passou por aqui, como última esperança de achar o tão falado Estreito de Magalhães.

Monumento à "convivência pacífica"

Vista do Estreito Ultima Esperanza

Não, não é Punta del Este!

Fui até a simpática Plaza de Armas, com a indefectível Catedral em um dos cantos e o bonito prédio da Prefeitura da cidade no canto diametralmente oposto.

Catedral

Trem na Plaza de Armas

Prefeitura de Puerto Natales

Almocei no restaurante Angélica e escolhi um panzotti de centolla ao molho branco. Estava bom, mas não consigo entender a fascinação geral por este crustáceo – para mim, não passa de um siri “bombado” e o gosto é quase o mesmo! O restaurante, contudo, é bem arrumadinho,com preços razoáveis e atendimento corretíssimo.

Angelica

Panzotti de centolla

Para a sobremesa, bastou andar 3 esquinas e parar no altamente recomendável Patagonia Dulce. O lugar, além de ter os melhores doces da cidade (a torta de chocolate da foto abaixo é imperdível!), tem wi-fi e música ambiente super agradável. Dá para esquecer do tempo.

Torta de chocolate

Patagonia Dulce - eu recomendo...

Fui ao supermercado comprar um lanche para ser degustado na viagem até Punta Arenas e depois fui buscar minha mala no Hotel, andando até a parada do Bus Sur.

Na viagem de volta, pude apreciar o por-do-sol antes de ser largado no Aeroporto de Punta Arenas, onde cheguei 3 horas antes do voo. Infelizmente, por ser um voo interno, o balcão de check in só abria 1h30 antes, já que servia apenas para entrega da bagagem (o check in era obrigatoriamente feito pelo terminal eletronico).

Por-do-sol visto do ônibus da Bus Sur

Aproveitei para ler um pouco antes do embarque. Dormi durante todo o voo.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: