Skip to content

Alemanha – Düsseldorf

7 novembro 2012

A melhor coisa numa Düsseldorf chuvosa!

Düsseldorf fica a apenas 30 minutos de trem ao norte de Köln – a passagem sai por pouco mais de 20 euros ida e volta e os trens partem com bastante frequência. Nem pensei duas vezes…

A Hauptbahnhof de Düsseldorf fica um pouco afastada da Altstadt, onde se encontram as principais atrações da cidade, mas decidi ir andando para conhecer melhor a cidade.

Infelizmente começou a chuviscar bem no meio do passeio.

A estação central em Düsseldorf

No caminho passei pela Königsallee (ou Kö, para os mais chegados), conhecido boulevard onde ficam as lojas das mais famosas griffes. A rua é ladeada por um canal arborizado muito bonito, o Stadtgraben (também conhecido por Kö-graben).

Stadtgraben

Alguns minutos molhados depois, e após perguntar aos poucos transeuntes que se arriscaram a sair na chuva numa manhã de domingo, chegava à porta do K-20.

K-20, ao lado da Andreaskirche

O Kunstsammlungsmuseum 20 (ou K-20) era a minha razão principal para visitar a cidade, que também tem fama de sofisticada e esnobe – confesso que não consegui ver nada disso, ainda mais por ser um domingo chuvoso onde poucas coisas estavam abertas.

O Museu, juntamente com seu irmão mais novo, o K21 (que, como o nome diz, tem foco nas obras mais modernosas), que fica algumas quadras depois, é um marco da arte moderna na cidade. O prédio também é lindo!

Uma das salas do K-20

Uma das exposições temporárias

Apesar de ter uma das maiores coleções do Paul Klee (mais de 300 obras), apenas 13 (!!!) estavam expostas no acervo aberto ao público, o que me decepcionou bastante. A funcionária disse que a partir de setembro grane parte das obras dele seria colocada em salas exclusivas, mas infelizmente não pude ficar para ver se era verdade.

Só não fiquei mais chateado porque o calibre dos pintores expostos era impressionante: Kandinsky, Picasso, Braque, Di Chirico, Macke, entre outros…

Uma festa para os olhos!

Klee

Magritte

Prédio do K-20

Saí do K-20 ainda com chuva e aproveitei para entrar na Igreja de St. Andreas (Andreaskirche), uma igreja dominicana que fica ao lado do K-20.

Interior da Andreaskirche

Detalhe do interior da Igreja

Mais um detalhe da Andreaskirche

Mais a frente passei por esta praça simpática com a estátua de alguém que nem me dei o trabalho de ver quem era, pois meus óculos estavam totalmente embaçados por causa da chuva…humpf!

Quem? Onde?

Na saída a chuva continuava inclemente, o que jogou por água abaixo (literalmente!) os meus planos de passeios pela Altstadt.

Fui me abrigar na praça de alimentação de um shopping na Königsallee, onde comi um correto tortelini a boscaiola num restaurante italiano.

Tortellini

E depois segui direto para a Hbf e peguei o trem de volta a Köln.

Foi realmente uma pena não ter podido aproveitar mais o passeio (nem cheguei a ver o calçadão do Reno!!!) e com a chuva irritante e  a decepção da sonegação das obras do Klee, não tive a melhor impressão da cidade.

Düsseldorf tá me devendo uma…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: