Skip to content

Fotograma – Vale do Reno

3 dezembro 2012
Vale do Reno

Vale do Reno

Vejam algumas fotos tiradas durante o passeio pelo Reno com a K-D line, para que se tenha uma noção do que encontrar neste percurso. Para auxiliar no acompanhamento, segue um mapa da região.

O Burg Stahleck fica próximo à cidade de Bacharach e atualmente funciona como um albergue bastante concorrido. Se você não for um dos hóspedes sortudos, infelizmente não poderá conhecer o seu interior.

Burg Stahleck

O Burg Pflazgrafenstein fica na ilha de Pfalz, no meio do Reno. Funcionava como mais um posto de pedágio e, diferentemente de vários outros castelos da região, nunca foi conquistado ou destruído. Hoje funciona como um museu e pode ser visitado de ferry, a partir da cidade de Kaub.

Burg Pfalzgrafesntein

Acima da cidadezinha de Kaub fica o Burg Gutenfels que, juntamente com o Burg Pfalzgrafenstein, funcionava com posto de pedágio na época romana.

bdbzd

Bacharach

xxx

Kaub e o Burg Gutenfels

O Schönburg, acima da cidade de Oberwesel, é mais um dos castelos queimados pelos franceses no século XVII. Foi adquirido por uma família local no século XIX e recuperado pela cidade em 1950. Desde 1957 se transformou em um renomado hotel e restaurante.

Schönburg

O Burg Katz (“gato”) fica acima de St. Goarshausen, com vista para a cidade de St. Goar, na margem oposta do Reno, e bem próximo do Burg Maus (“rato”).

Foi construído no século XIV, destruído por Napoleão em 1806 e depois restaurado. Hoje é propriedade privada e se encontra fechado para visitação.

O seu nome completo é Burg Neukatzenelnbogen.

Burg Katz

A rocha apelidada de Lorelei, com 120 metros de altura, fica no trecho mais estreito do Reno e  sua forte correnteza e presença de pedras no leito do rio contribuiu para que houvesse muitos naufrágios no passado nesta região.

Há um certo misticismo em torno dela – o escritor Heinrich Heine descreveu uma fábula na qual havia uma sereia no topo da rocha que encantava os navegantes fazendo-os perder a atenção e se chocar contra a rocha. Além disso, foi também inspiração para obras de Mendelssohn e Sylvia Plath.

fdbgd

A famosa Lorelei

O Burg Rheinfels se destaca na paisagem ao norte de St. Goar, sendo o maior castelo entre Koblenz e Mainz. Também foi destruído pelas tropas francesas, sendo parcialmente reconstruído para abrigar um hotel e restaurante, como alguns outros exemplos nesta área.

Burg Rheinfels

Burg Rheinfels

Estava quase chegando ao destino final, mas não consegui parar de fotografar…

 vcvxzc

Igreja em Kamp – Bornhofen, perto de Boppard

Chegada em Boppard

Na viagem de volta pela KD-line, saindo de Boppard, resolvi descer em Oberwesel, cidade que se destaca da paisagem por possuir construções com a cor ocre, bem visível ao longe.

Uma delas é a Igreja Católica de Nossa Senhora (Liebenfrauenkirche), mas infelizmente não pude entrar, pois estava acontecendo uma função religiosa restrita a visitantes.

Liebenfrauenkirche, em Oberwesel

História da Igreja

Ainda restam 16 das 21 torres que formavam o forte da cidade e uma delas pode ser vista bem próxima à estação de trens.

Uma das 16 torres preservadas do forte de Oberwesel

Como vocês podem ver, era uma sucessão de cidades bucólicas e castelos imponentes. O mais difícil de tudo é escolher que lugares visitar, cada um tem seu encanto.

Não por acaso esta região é Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO desde 2002.

Anúncios
16 Comentários leave one →
  1. 12 outubro 2013 9:50 pm

    Olá, vi o post no Viaje na Viagem e fiquei bem interessado. Parabéns. Minha esposa tem família que quer visitar em Dusseldörf, daí estamos procurando roteiros na região. Você pegou o barco de que cidade e foi até que ponto? Quanto custa e quantas horas. Estaremos com nossa filhota, com menos de 1 ano de idade, e queria saber se o barco tem uma área protegida do vento. Abraço, Ramatis.

    • 12 outubro 2013 10:30 pm

      Olá Ramatis,

      Fiz este passeio entre vários pontos: comecei em Rüdesheim indo até Boppard. No outro dia, subi o Reno de Boppard até Oberwesel. A passagem custou pouco mais de 23 euros e a duração dos trechos depende muito se vc está indo contra ou a favor da corrente.

      Você pode saber mais detalhes no post sobre Boppard, no endereço a seguir: https://jbtravel.wordpress.com/2012/11/30/alemanha-boppard/

      Os barcos possuem sim uma área interna protegida do vento.

      Abs

      • 12 outubro 2013 11:01 pm

        Comecei a ler e não parei até agora… kkkkkkk. Bem bacana. Você desceu e subiu o rio, correto? Qual o melhor trecho para “matar” em um dia, dormir e pegar outro rumo?

        • 13 outubro 2013 3:34 pm

          Ramatis,

          O trecho mais bonito fica entre Koblenz e Rüdesheim, onde há maior quantidade de castelos. De Rüdesheim pode-se ir até Frankfurt de trem, se for o caso. Acho que não se conseguiria fazer o trecho inteiro desde Düsseldorf em um dia, portanto vc teria que pernoitar em algum lugar – sugiro a própria Koblenz ou mesmo Boppard, onde fiquei.

  2. Rita permalink
    3 dezembro 2013 1:48 pm

    Olá, gostei muito dos seus posts e gostaria de tirar uma dúvida, vou fazer o trajeto de Ruedeshein até Kobleinz em maio/14. A intenção inicial é dormir em Assmanshausen e pegar o barco pela manhã. Posso ir descendo nas várias cidades ao longo do trajeto? Como funciona isso? Obrigada

    • 3 dezembro 2013 5:47 pm

      Oi Rita,

      Sim, vc pode parar nas cidades e seguir viagem no próximo barco. O intervalo entre eles é suficiente para conhecer as cidadezinhas, só tome cuidado para não perder o último barco do dia!

      JB

      • Rita permalink
        4 dezembro 2013 8:22 am

        Obrigada JB. Outra coisa, achei o site da KD line pouco “palatável”… Vc tem algum post que explicou com detalhes como compramos as passagens/horários de saída das várias cidades ou estou querendo tudo muito mastigadinho? rsrsrs

        • 6 dezembro 2013 8:14 pm

          Rita,

          Não fiz este post não, mas acho que vc consegue todas as informações no site, sem muitos problemas. Os tickets podem ser comprados em cada cidade e os horários estão bem explicados na tabela (veja este endereço: http://kdrhine.com/rhineschedule.htm).

          Qualquer dúvida, estamos aqui.

  3. 22 março 2014 10:59 pm

    Oi JB, cai aqui procurando sobre a região do Reno… nossa próxima parada em Abril 🙂

    • 23 março 2014 10:04 am

      Oi Mirella,

      Welcome back! Qualquer dúvida é só perguntar.

  4. Claudia permalink
    2 abril 2014 2:58 pm

    Olá JB. Você foi de barco até Boppard imagino que com uma mala, já que pernoitou na cidade. Os barcos da KD line não possuem “lockers” pelo que sei. Como foi sua experiência neste caso?
    Pergunto porque tenho dúvida se vou de Assmannshausen até Koblenz de barco ou de trem já que estarei com uma mala pequena.
    Desde já agradeço sua atenção.
    Abraço, Claudia

    • 6 abril 2014 5:37 pm

      Oi Claudia,

      Realmente não há lockers nos barcos da KD line. Fui com a mala ao meu lado, de Assmannshausen até Boppard, apreciando a paisagem. Deixei a mala no hotel em Boppard e, como havia comparado a passagem de ida e volta, peguei o primeiro barco na direção de Assmannshausen e desci em Oberwesel, visitando um pouco a cidadezinha antes de voltar de trem até Boppard.

      Abs

      • Claudia permalink
        11 abril 2014 8:20 am

        JB, obrigada pela resposta e por todas as informações compartilhadas! Graças a elas me senti segura para traçar meu roteiro pelo Reno.
        Abraço, Claudia

        • 14 abril 2014 8:36 pm

          Oi Claudia,

          De nada. Aproveite e depois volte aqui para contar como foi, ok?
          Abs

  5. Fernanda Jardim permalink
    27 maio 2015 2:01 pm

    Ei JB!! Vamos eu e uma amiga, em sestembro, explorar alguns trechos da Alemanha e encontrar outra amiga que mora em ULM. Estamos querendo descer( ou subir) o Reno, a partir de Colônia até Frankfurt. Existe essa possibilidade? Como estaremos com a bagagem que trouxemos do Brasil (chegaremos na Europa por Amsterdan), existe alguma viagem de barco com cabine? agradeço e aguardo as orientações. Fernanda Jardim

    • 28 maio 2015 9:08 pm

      Oi Fernanda,

      Não se consegue chegar até Frankfurt neste passeio, somente até Mainz, que fica a poucos quilômetros de lá. Tenha em mente que o passeio upstream, ou seja, subindo o rio , é mais lento por conta da correnteza contrária, por isso aconselho vocês a fazer o trajeto desde Mainz até Koln. Mesmo assim não sei se vocês conseguiriam cumprir o percurso em apenas um dia – além do mais há tantas cidades lindas pelo caminho…

      Existem cruzeiros de verdade pelo Reno, com cabines e tudo, mas custam bem mais caro do que os passeios pela KD Line. E sim, vc pode levar suas malas nos barcos da KD line – elas ficam em um compartimento na parte de baixo do barco.

      Abraços,
      JB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: