Skip to content

Japão – Transporte em Tóquio

29 julho 2013

Tokyo-Subway-Route-Map.mediumthumb

O metrô de Tóquio é o mais movimentado do mundo e dá para entender o porquê: parece que cada canto da cidade tem pelo menos uma estação, o que faz com que seja bastante prático e rápido se deslocar com este tipo de transporte.

A consequência lógica desta política é que calcular a rota mais rápida entre 2 estações e, pior, o preço a pagar pelo trajeto escolhido, é tarefa das mais difíceis. Para não ficar louco e perder preciosos minutos de suas férias, sugiro fazer a pesquisa através de sites como o Jorudan ou o Hyperdia, este último o meu preferido.

Deixa eu explicar direitinho: acontece que há inúmeras linhas de metrô, cada uma operada por uma companhia diferente e parece que todos os caminhos levam aonde você quer chegar. Saiba que nem sempre é permitido o transfer gratuito entre as linhas, o que significa que você poderá ter que pagar outra passagem.

b cvx

Estação de metrô

Baseado no que foi dito acima, a primeira dica que dou é: compre o SUICA card. Com ele você não vai ter que fazer contas e cada cobrança será automaticamente descontada do seu saldo. E carregar o cartão pode ser facilmente efetuado em qualquer estação: a máquina possui instruções em inglês, vejam só!

DSC03807 - CopyDSC03597

Assim como na máquina, os anúncios nos trens são também feitos em inglês, o que facilita bastante a sua vida. Me divertia muito em ver o quanto a pronúncia japonesa para algumas estações era completamente distinta da que eu esperava…

Outra coisa a levar em consideração: ao chegar a uma estação, ajuda muito se você já souber de antemão qual a saída mais próxima do seu destino. Por exemplo: se você tiver o azar de chegar em Shinjuku sem saber a direção, pode demorar uma eternidade até descobrir onde sair.

Isto aconteceu conosco, na segunda vez que voltamos para o hotel. Era horário de rush e fomos literalmente levados a tomar a escada rolante para baixo. Lá chegando, não havia nenhuma indicação para a saída sul que tanto queríamos. Teimavam em apontar apenas a direção para as saídas este e oeste, o que nos deixou confusos. Após algumas tentativas de encontrar alguém que falasse inglês, nos informaram que, para a saída sul, teríamos que ter subido a escada rolante ao descer do trem. Não íamos achar nunca!!!

Não dá para ir contra o fluxo!!!

Não dá para ir contra o fluxo!!!

Assim como as linhas são distintas, os preços também o são. A linha Yamanote parece ser a mais barata, dependendo do número de estações percorridas e com preços a partir de 160¥

Também experimentamos o ônibus, que me pareceu ser bem ligeiro considerando o trânsito infernal. Fizemos a rota que passava pela Tokyo Tower e nos deixava em Shibuya.Os ônibus custam a partir de 200¥.

ncb

Ônibus

Utilizamos a linha Yurikamome do trem suspenso que liga a ilha de Odaiba a Shimbashi, passando pela Rainbow Bridge. A viagem é linda (veja fotos abaixo) e super recomendada principalmente próximo ao por do sol. A passagem é um pouco mais cara do que o metrô.

gsdf

Yurikamome line

xbv

Vista de Tóquio dentro do trem da Yurikamome

Um último aviso: se você fizer como a japonesa abaixo, pode ser que você tenha que descer bem longe de onde queria!

DSC03806

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: