Skip to content

Japão – Tóquio – Akihabara

1 agosto 2013
vds

Café do AKB48

O primeiro dia em Tóquio teria que ser dedicado à Akihabara por 2 razões singelas. Para começar é o bairro onde as meninas do AKB48 têm sua sede, loja, teatro e café.

Para quem não sabe, o AKB48 é um supergrupo de J-pop, atualmente com pouco mais de 90 integrantes que se dividem em grupos de 16 e, desta forma, podem fazer shows em vários lugares ao mesmo tempo. Aliás, o AKB do nome se refere a Akiba, como é carinhosamente conhecido o bairro.

A princípio, Akihabara não possui nenhuma atração imperdível, sendo famoso por suas lojas de produtos eletrônicos que ocupam prédios inteiros, como a Yodobashi Camera, ao lado da estação de metrô.

xbv

Colorido de Akiba

O segundo motivo é que o local também é um paraíso para quem curte mangás, animes e toda sorte de produtos ligados a estas duas formas de arte japonesa. Várias lojas e prédios inteiros são dedicados aos otakus, nome dados aos fãs.

Neste dia, a previsão do tempo dizia que iria chover, mas fomos surpreendidos após o café da manhã com uma pequena queda de neve. Adoramos!

vxc

Neve em Tóquio

Olhando o desesperador mapa do metrô, achei que a nossa melhor opção era tomar a JR Yamanote line, linha circular com 32 estações que cobre boa parte das atrações da cidade. Assim fazendo, demoraríamos cerca de 30 minutos para chegar a Akiba.

Fui pesquisar no Jorudan (ou Hyperdia, ambos são bons) e me espantei, pois não havia notado que há um caminho muuuito mais rápido para fazer o que queríamos – apenas 18 minutos entre as 2 estações, utilizando a Chuo/Sobu Local Line (tome cuidado ao utilizar estes aplicativos, pois a depender do horário que você escolhe, algumas opções não estarão disponíveis).

cvxc

Típico café de Akiba

Gundam

Gundam

DSC03585DSC03586

Passamos o dia inteiro entrando em lojas e procurando mangás, bonecas e produtos de J-pop.

Entre as principais lojas estão a Mandarake, um paraíso dos mangás e bonecos relacionados a este universo – dizem que é a maior loja do tipo no mundo. Eu acredito!

Outro ímã é o edifício Don Quijote, vários andares com todo tipo de produto, além de maid cafes e o teatro das AKB48, cujo ingresso é mais difícil de conseguir do que marcar um teste ergométrico no Rio!

Mapa com as "atrações" de akiba

Mapa com as “atrações” de Akiba (http://www.japan-guide.com/e/e3003.html)

Fomos também até o café AKB48 para comprarmos CDs e outros produtos. Tentamos sentar para fazer uma refeição no próprio local, mas a fila de adolescentes japoneses com cara de tarados (o serviço era feito por moças com trajes escolares) era enorme.

No final até eu estava comprando os meus bonecos (trouxe alguns Gundam mais em conta, que estão atualmente enfeitando a minha estante). Quem diria!

DSC05220

Bia gostou tanto que fui obrigado a voltar a Akiba no nosso último dia. E a falta da fotos mais, digamos, panorâmicas denota bem o quão comercial é esse bairro.

DSC03580DSC03948

Depois das compras, voltamos a Shinjuku para o jantar e, saindo do metrô, entramos na Lumine 1, um dos muitos shoppings que circundam a estação de trem. Logo no segundo andar encontrei o que queria: o Kobe Gyunta, um restaurante que servia okonomiyaki, uma espécie de omelete japonesa feita numa chapa quente na sua frente. Pedimos uma de camarão que estava uma delícia.

xdgfds

Mesa ou chapa?

vzcv

Okonomiyake de camarão

 vxc

Kobe Gyunta

De barriga cheia, voltamos para o hotel.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: