Skip to content

Japão – Tóquio – Marunouchi e Ginza

11 setembro 2013
vsdv

Jardins do Leste

Domingo no parque: foi exatamente o que fizemos neste dia especialmente ensolarado.

Tomamos o metrô até a estação de Otemachi (10 estações depois de Shinjuku pela linha Marunouchi) e saímos ao lado dos Jardins do Leste do Palácio Imperial. A estação de Takebashi, na linha Tozai, fica igualmente próxima da entrada dos Jardins.

Neste local ficava o Castelo de Edo, utilizado pelos shoguns no século XVII. Hoje em dia o parque virou diversão familiar com seus enormes gramados que convidam para um piquenique dominical.

cbc

Mapa do complexo do Palácio (http://english.ohmynews.com)

Já o Palácio Imperial (mais uma construção destruída na 2a. Guerra, reconstruído em 1968), que fica ao lado dos Jardins, só é aberto ao público nos dias 23 de dezembro (aniversário do Imperador) e 2 de janeiro (cumprimentos do ano novo) de cada ano.

Fora deste período podem ser feitas visitas guiadas em japonês (com áudio também em inglês). Como não sabia disto, não fizemos este tour. Ficou para a próxima!

cbvcxv

Entrada dos Jardins do Leste

DSC03757

DSC03758

DSC03766 DSC03759

Para entrar no parque é necessário retirar um token gratuito que deverá ser devolvido na saída.

Programe sua visita com cuidado, pois os Jardins fecham às segundas e sextas e impreterivelmente às 16h30 (16hs no inverno, quando fomos).

DSC03760

DSC03762

DSC03764

Os Jardins são lindos, principalmente num dia tão bonito como aquele. Apesar de ainda longe do outono, conseguimos ver algumas cerejeiras em flor. No início de abril, no auge do aparecimento das sakuras, este é um dos locais preferidos dos japoneses para observar tal fenômeno.

DSC03767

DSC03768

A localização central também contribui para a beleza do parque, rodeado pelos arranha-céus de Ginza.

DSC03775

DSC03776DSC03777

Todo o complexo do palácio é rodeado por um fosso, bem típico de um palácio medieval.

DSC03782

Logo em frente fica o Kokyo Gaien, parque que aos domingos tem a avenida fechada ao tráfego para o deleite de joggers e famílias.

DSC03783

DSC03788

Continuamos andando até a Tokyo Station, um lindo edifício de tijolinhos que esconde a estação mais movimentada da cidade, em termos de número de trens.

DSC03791

Depois de tentar achar em vão um local para almoçar, decidimos parar num restaurante italiano sem estrelas para comer uma massa. Não estava ruim, mas…

Ginza era nosso destino seguinte, mas paramos um pouco antes, quando encontrei a junção de 2 das minhas lojas favoritas no Japão: Muji e Loft.

DSC03795

A primeira tem vários itens descolados (e baratos) para a casa, além de roupas e uma infinidade de comidas de todas as partes do mundo, desde mostardas francesas até um preparado para fazer nasi goreng (que eu acabei comprando, óbvio!).

DSC03794

Já a Loft é simplesmente o paraíso para aqueles que curtem produtos de papelaria, com o maior sortimento que já vi de canetas, lapiseiras, cadernos e outros itens que deixam as adolescentes (e alguns adultos) desconcertadas.

Consegui conter os impulsos de Bia (e os meus também), e acabamos seguindo para uma das áreas mais sofisticadas da capital japonesa.

Pense em qualquer loja de grife internacional de renome e provavelmente ela estará em Ginza. O movimento nas ruas e lojas era enorme, nem parecia que era um domingo.

DSC03799DSC03796

Nosso principal objetivo aqui era visitar os 6 andares da Ito-ya (esse edifício acima à esquerda), mais uma das super-papelarias de Tóquio que estavam na listinha de Bia. Na verdade este endereço é temporário, enquanto a sede está passando por uma reforma completa.

Ficamos mais de 2 horas lá dentro e saímos com (mais) uma coleção de lapiseiras e canetas de diversas cores! Poderíamos ter comprado também papéis de carta, origami e washi (papel japonês feito à mão).

DSC03797

Ainda entramos em uma loja de departamentos, cujo nome não me lembro, para tentar achar o acesso à estação de metrô, mas fiquei hipnotizado quando passamos pela seção de comidas, especialmente na parte dos doces.

Visualmente criativos e cuidadosamente empacotados um a um, deu uma vontade grande de comprar, mas alguma coisa me dizia que o conteúdo não seria tão apetitoso assim (como na maioria dos doces japoneses).

  DSC03800

DSC03802

DSC03801

Gostei muito de Ginza, nem que seja para fazer window shopping.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: