Skip to content

Londres com adolescentes – Passeios

9 junho 2014

DSC00199

Londres, como outras cidades européias, é uma cidade para se descobrir caminhando: seus inúmeros parques, praças, edifícios, igrejas e pontes se descortinam a cada esquina.

Um bom ponto de partida é o Royal Albert Hall, em frente ao Kensington Gardens ao lado de Knightsbridge. O teatro, inaugurado pela própria Rainha Victoria em 1871, é palco dos famosos BBC Proms, uma série de concertos de música clássica realizados durante 8 semanas todo o verão.

 

DSC00185

Logo em frente do teatro fica o Albert Memorial, um pavilhão no estilo gótico que, a princípio me fez sentir como se estivesse no sudeste asiático. Foi uma grande surpresa encontrar uma estátua do próprio Albert sentado, ao invés de um Buda!

DSC00182

Continue andando por Kensington Road até chegar a Hyde Park Corner, com o Green Park logo à frente. Ali fica o Palácio de Buckingham, residência da monarquia inglesa e local onde ocorrem as famosas (e incrivelmente chatas, vamos combinar!) trocas da guarda da rainha – diariamente no verão, a cada 2 dias nos meses de inverno.

DSC00396

DSC00400

Na frente do Palácio, o monumento em homenagem à Rainha Victoria, de 1911, juntamente com estátuas dos anjos da Justiça, da Verdade e da Caridade.

DSC00395

Seguindo pelo The Mall, você vai sair em Charing Cross, em frente à Trafalgar Square, tradicional ponto de protestos da cidade e conhecida por suas fontes (e seus pombos irritantes) e pela Coluna de Nelson, homenageando o almirante inglês que faleceu na Batalha de Trafalgar em 1805, quando a armada britânica derrotou as forças napoleônicas.

DSC00204

Outros edifícios importantes ladeando a praça são a National Gallery e a igreja de St. Martin in the Fields, local de concertos clássicos no horário de almoço ou ao entardecer.
DSC00205DSC00206Esta Igreja Anglicana tem um site com a programação de concertos e até um café em seu interior.

DSC00208

Descendo por Whitehall, você vai passar por Downing Street, residência do Primeiro Ministro inglês (no número 10) antes de chegar a Westminster, onde , de uma vez só você vai poder ticar 3 atrações da sua lista de visitas: O Parlamento, o Big Ben e a Abadia de Westminster.

DSC00262 DSC00265 Big Ben, na verdade é o nome do sino que fica na Elizabeth Tower (assim chamada desde 2012, para celebrar o jubileu da rainha)  e provavelmente tem esse nome em homenagem a Benjamin Hall, que acompanhou a instalação do sino.

DSC00277

A Abadia de Westminster (não confundir com a Catedral de mesmo nome, sede da Igreja Católica no Reino Unido e que fica perto da estação de trens de Victoria) começou a ser construida em 1245 e foi palco de coroações de vários monarcas ingleses além de alguns casamentos reais (o último foi o do Príncipe William em 2011).

DSC00266DSC00267

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outro roteiro bem legal pode começar em uma das inúmeras feiras de rua da cidade: se for no sábado, sugiro ir até Borough para observar (e provar, claro!) variedades de comidinhas do mundo inteiro.

DSC00280

DSC00283

Chegar lá é muito fácil utilizando o metrô: é só tomar a linha Northern (preta) ou Jubilee (cinza) e descer na estação de London Bridge. Se você for em um sábado, dia mais concorrido, em que o mercado funciona das 8 às 17h, basta apenas seguir o fluxo de pessoas ao sair da estação de metrô. Não tem erro!

Se não gostar de muvuca, aconselho ir na quinta ou na sexta na parte da tarde, outros dois únicos dias em que o mercado funciona.

DSC00284

O principal atrativo do lugar é mesmo a variedade de produtos, normalmente apresentados pelos próprios agricultores. Não à toa, alguns chefs renomados batem ponto aqui atrás de itens fresquinhos para seus restaurantes.

DSC00287

No sábado não dá para escapar das filas nas inúmeras barraquinhas. Queria muito experimentar as bourekas, mas a fila estava bem grande (e a adolescente, impaciente, rs!).

DSC00291

 O Tâmisa fica ali ao lado do Borough Market e, depois de tanta comida, melhor caminhar um pouco por sua margem, especialmente em um dia de sol.

Uma passada na Tate Modern é quase obrigatória, estando tão próximo.

DSC00461

Depois da visita ao Museu, aproveite para atravessar a bonita Millenium Bridge, uma ponte de aço com 330 metros de extensão, saindo bem em frente à Catedral de St. Paul.

Esta ponte, a primeira sobre o Tâmisa exclusivamente para pedestres em mais de um século, foi construida para ser inaugurada em 2000, daí seu nome.

Ocorre, que o projeto tinha falhas estruturais que faziam a ponte balançar demasiadamente, o que levou os londrinos a apelidarem de Wobbly Bridge (Ponte Balouçante). Em 2002, depois de quase 2 anos de reforços estruturais, foi novamente reaberta ao público.

DSC00462DSC00465Esta Catedral, obra do famoso arquiteto Sir Christopher Wren, foi o local do casamento do Príncipe Charles com Lady Di.

DSC00471

A Catedral de St. Paul é aberta à visitação de segunda a sábado, das 8h30 às 16h. A entrada custa £16,50 e dá acesso à cripta, às 3 galerias e à Cúpula (a segunda mais alta do mundo), de onde se pode ter uma vista panorâmica da cidade.

Também vale dar uma passada em Covent Garden (na estação de metrô de mesmo nome na linha Central – vermelha).

No local funcionava um antigo mercado. Hoje a área é repleta de pubs e teatros, e vários artistas de rua vem fazer suas performances aqui.

DSC00473

E esses são apenas alguns passeios que se pode fazer na cidade.

Contudo, o grande barato aqui é escapar um pouco do roteiro mais turístico e descobrir você mesmo seu cantinho preferido em Londres! Pode arriscar!

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Fernanda Braga permalink
    9 junho 2014 9:30 pm

    Ótimo post!!

    Abs.

  2. 10 junho 2014 1:22 pm

    Já estou matando as saudades de Londres antes mesmo de chegar lá…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: