Skip to content

África do Sul e Dubai – Introdução

11 julho 2014

DSC01259

Sim…ambas foram visitadas na mesma viagem. Já vou explicar.

Apesar de já ter passado pela África do Sul a trabalho, acabei ficando apenas uma noite em Johannesburg, em um hotel próximo ao Aeroporto e sem chance de conhecer muita coisa.

Aproveitei antes que a TAM saísse da Star Alliance e tirei o trecho desde o Brasil com apenas 50.000 milhas pela South African. Meu fiel companheiro de viagens, Paulinho, fez o mesmo e começamos a fazer os planos da viagem.

Além de um safári, não podia deixar de incluir algum tempo na Cidade do Cabo, além de uma estadia em uma das cidades da região vinícola, ali pertinho. Queríamos também incluir algum outro país nas imediações: pensamos em visitar Victoria Falls, mas acabamos decidindo pelas Ilhas Maurício e aí as coisas começaram a mudar.

DSC01188

Tentei comprar as passagens pelo Decolar, mas, apesar de mostrar os trechos que queria (ida de Johannesburg e volta para Cape Town), eles não conseguiam emitir as passagens.

Fui então até o site da Mauritius Air, mas a compra ficava complicada porque envolvia um trecho com a South African. Paulinho chegou a ver por uma agencia de viagens, mas cobravam cerca de 300 dólares pela emissão dos tickets.

IMG_20140514_085241643_HDRFoi aí que entrei no site da South African e, depois de verificar que a oferta de horários para Mauricio não nos atendia, notei que havia promoções para alguns destinos, entre eles Dubai, por um preço menor do que para Mauricio, apesar do voo ser duas vezes mais longo.

Liguei para o Paulinho que imediatamente aceitou a troca de destino – como ainda não conhecíamos o Oriente Médio, acabou sendo uma ótima oportunidade.

Pesquisando um pouco, decidimos pagar alguns dólares a mais e ir pela Emirates, que tinha exatamente os trechos/horários que queríamos. Pronto, viagem montada com a inclusão de 4 dias cheios em Dubai.

O visto foi tirado pela própria Emirates, que recomenda que o processo seja feito com 30 dias de antecedência e por email. Para estadias de até 96 horas o preço é de aproximadamente 70 dólares, já com a taxa administrativa.

No primeiro trecho da viagem ficamos em Pilanesberg, uma das reservas mais próximas de Jo’burg e uma das poucas que são malaria-free (se bem que estávamos quase no inverno e a ocorrência de malária diminui bastante com a chegada do frio).

mapa-provinciasA idéia era não se afastar muito, já que passaríamos apenas 3 dias por lá e o deslocamento até o Kruger seria muito cansativo (são pelo menos 5 horas de carro e não pretendíamos alugar um).

De Jo’burg voaríamos então até Dubai, para 4 dias a quase 40 graus, voltando de lá para Cape Town, indo direto a Stellenbosch, a pouco mais de 40 km de distância do aeroporto, para 3 dias de imersão enogastronômica, finalizando com 5 dias naquela que é considerada por muitos a mais bela cidade da África do Sul.

DSC01537

Foram 17 dias de paisagens e experiências completamente distintas, fazendo desta uma das melhores viagens que já fiz. E são vários os motivos para tal.

Quer saber? Já já te conto…

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: