Skip to content

Finlândia – Helsinki – passeios

2 agosto 2015

DSC03633

Chegamos a Helsinki pontualmente as 23;40 e a esta hora o procedimento de imigração foi bem rápido. Na saída, logo avistamos o ônibus da Finnair, a melhor opção para ir até o centro da cidade (o ponto final é na pequena estação ferroviária) ao preço de 6,30 euros, uma verdadeira pechincha escandinava. Da estação até nosso hotel, o Scandik Simonketta foram apenas 200 metros de caminhada.

No dia seguinte acordamos para um lauto café da manhã onde só não experimentamos a variedade de peixes marinados que eles tanto adoram.

DSC03589

Como a cidade é bastante compacta, decidimos explorá-la da melhor maneira: caminhando.

Fomos até a famosa igreja esculpida na rocha, a Temppeliaukio Kirkko, uma igreja luterana que começou a ser construida antes da Segunda Guerra, sendo a construção interrompida então.

DSC03591

A luz natural ilumina o interior através de 180 vidros localizados entre a cúpula e a parede. A igreja é muitas vezes utilizada para concertos, devido à sua excelente acústica.

Continuamos andando na direção norte até o Parque Sibelius, que homenageia o compositor finlandês de mesmo nome e que possui um monumento, também em sua homenagem, criado por um artista patrício em 1967.

DSC03597

Composto de uma série de 600 tubos de aço soldados em forma de onda e pesando 24 toneladas, tem o propósito de capturar a essência da música do compositor. Dizem que dá para ouvir sons quando o vento está soprando, mas não pudemos atestar a veracidade do fato, já que não estava ventando àquela hora.

Uma versão menor desta obra, do mesmo artista, se encontra na sede da ONU em Nova York.

DSC03599

O dia estava nublado, mas a temperatura variava entre agradáveis 6° e 8°C, bem apropriada para caminhadas.

DSC03600

Voltamos para o centro caminhando na direção da região portuária…

DSC03609

…onde entramos em um mercado que abriga diversos quiosques de comida, principalmente frutos do mar.

DSC03613

…mas também possuem várias bancas de verduras…

DSC03617

…e doces fantásticos.

DSC03618

O local seria um ótimo para um almoço rápido, mas estava repleto de famílias que faziam suas boquinhas no fim da manhã de sábado.

DSC03619

Acabamos comendo um singelo cachorro quente, com salsicha alemã (claro) em uma das barraquinhas do lado de fora do mercado.

DSC03621

Depois do lanchinho continuamos andando pelo local, olhando as diversas barraquinhas com artesanato e outros itens – até encontramos um vendedor finlandês que havia morado no interior de São Paulo por mais de 30 anos e falava um português quase perfeito!

Mais à frente acabamos avistando a Igreja Ortodoxa Oriental, dedicada à Assunção da Virgem Maria.

DSC03623

Projetada por um arquiteto russo, foi construida depois de sua morte em 1862, sendo um dos principais marcos da influência russa sobre a Finlândia.

DSC03622 DSC03624

Construída sobre uma encosta na ilha de Katajanokka, tem uma linda vista da cidade e é a maior Igreja Ortodoxa da Europa Ocidental, recebendo quase meio milhão de visitantes por ano.

Há vários exemplares de ícones em seu belíssimo interior, mas o principal, retratando São Nicolau foi roubado em plena luz do dia, em 2007. Também foi erguida uma placa comemorativa em homenagem ao Czar Alexandre II, que era o governante do Grão Ducado da Finlândia na época da construção da igreja.

DSC03625

Depois caminhamos até a Catedral Luterana onde estava acontecendo um casamento.

Localizada no centro da cidade, foi construída entre 1830 e 1852 como tributo ao Czar Nicolau I da Russia, Grão Duque da Finlândia.
IMG_20150418_140818666

Também era conhecida como a Igreja de São Nicolau até a independência do país em 1917.

A catedral, em estilo neoclássico, possui a forma de uma cruz grega, com a parte central em formato quadrado e todos os braços de mesmo tamanho, apontados nas direções cardeais. Em cada uma de suas fachadas há um frontão e várias colunas.

DSC03630DSC03636Além disso, destaca-se seu domo, circundado por quatro outros domos menores.

 

DSC03639

Voltamos para a região central, passando pelo Monumento dos Três Ferreiros, uma escultura do finlandês Felix Nylund, erguida em 1932 e um dos pontos de encontro mais famosos da cidade.

DSC03647

Passamos pela pequena e charmosa estação central de trens…

 

DSC03652

…e seguimos pelo Parque Hagalund à beira do lago Toolon.

Ali próximo fica uma série de arrojadas e modernas construções, como o Museu Kiasma (foto abaixo), dedicado à arte contemporânea.

DSC03653

Preferimos entrar no Helsinki Music Centre, um complexo de salas de concerto à beira do lago que abriga a Sibelius Academy, além de duas orquestras sinfônicas.

DSC03662

Sua sala de concertos principal comporta 1700 pessoas. Além desta, há cinco salas menores que podem abrigar até 400 ouvintes e que são usadas regularmente para ensaios ou concertos dados pelos estudantes da Sibelius Academy.

DSC03654

O seu interior é amplo e cheio de obras de arte modernas, com uma cafeteria espaçosa que serve pequenos lanches e doces.

DSC03657 DSC03659Aproveitamos para fazer uma boquinha. Não consegui resistir a um pedaço de uma torta black velvet, fantástica!

DSC03658

Continuamos passeando pelo Töölönlahti Bay, que é o principal parque do centro da cidade.

DSC03665 DSC03670Fizemos o circuito completo, passando por detrás da estação de trens e voltando para o Music Centre.

DSC03666

É uma área bastante tranquila da cidade e imagino que fique repleta de visitantes com um pouco menos de frio e um pouco mais de sol. Neste sábado, especificamente, não estava muito cheia.

DSC03668

Na praça Mannerheim, ao lado do Museu Kiasma, destaca-se a estátua da Carl Gustaf Emil Mannerheim, líder militar e sexto Presidente da Finlândia, votado em uma pesquisa recente como o finlandês mais importante de todos os tempos.

DSC03673 DSC03676Última atração a ser visitada, a Kamppi Chapel ou Capela do Silencio é uma das construções mais interessantes da cidade.

DSC03682

É uma pequena igreja luterana situada ao lado do nosso hotel, na Praça Narinkka. Foi construída por 3 arquitetos finlandeses e ganhou o Prêmio Internacional de Arquitetura em 2010.

O interessante é que o local foi pensado para ser um oásis de tranquilidade no meio de uma das praças mais movimentadas da cidade, cheia de skatistas e artistas de rua. Não há serviços regulares na Capela.

DSC03691Ao sair para o jantar passamos mais uma vez pela Estação Central, que fica ainda mais bonita à noite, especialmente a Torre do Relógio.

Para quem não sabe, esta estação de trem foi eleita uma das mais bonitas do mundo pela BBC em 2013!

Logo em frente fica o Museu Ateneum, que tem a maior coleção de arte clássica da Finlândia, mas que infelizmente não deu tempo de visitar desta vez.

DSC03692

No jantar escolhemos uma refeição no Vapiano, rede de restaurantes alemã que cumpre muito bem a função de oferecer massas frescas com molhos e ingredientes um pouco mais sofisticados e com preços bem convidativos.

Acompanhado de uma taça de merlot, este meu spaghetti com presunto de parma, rúcula e creme branco estava perfeito!

DSC03695

A capital da Finlândia é uma cidade com gente simpática, mas com atrativos que não justificam permanecer por mais de dois dias. Apesar de ter adotado o Euro, os preços são bastante altos se compararmos com o resto da Europa (uma corrida de táxi aqui é 3 vezes mais cara do que na Estônia, por exemplo).

 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: