Skip to content

Russia – St. Petersburg – Transporte e Dicas

26 novembro 2015

DSC04014

A melhor forma de conhecer St. Petersburg é caminhando, principalmente se você estiver hospedado nas imediações da Nevsky Prospekt, principal artéria da cidade.

A segunda melhor maneira é utilizando o metrô: além de servir como meio de transporte é também uma ótima oportunidade para visitar algumas das mais belas estações que você já viu (isso, claro, se você ainda não tiver passado por Moscou).

metro

Algumas informações sobre o metrô:

1) Com 67 estações e 5 linhas, cobre boa parte da cidade a um preço módico. Cada ticket custa 31 rublos ou pode-se comprar um carnê de 10 viagens por 295 rublos.

DSC03740

2) É um dos mais profundos do mundo, por razões geológicas: a estação de Admiralteyskaya está a 86 metros abaixo do nível do asfalto. A intenção era que as estações pudessem servir de abrigo contra bombas – algumas delas possuem porta antiexplosão e filtros de ar.

DSC03739 DSC03744

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3) Não se preocupe com o alfabeto cirílico: na maior parte das vezes haverá a “tradução” para o nosso alfabeto. Contudo, aprender a ler em cirílico é super fun e simples, acredite em mim…DSC03743

4) Comprar o ticket é muito fácil: as máquinas tem instrução em inglês e fornecem troco para notas.

DSC03734

DSC03735

5) Ao final da interminável escada rolante sempre tem algum funcionário, como a babooshka da foto abaixo – ainda não descobri a necessidade e a função dele. Alguém sabe?

DSC03738

6) As estações foram idealizadas pelos mais famosos arquitetos russos, com estátuas, brazões e outros elementos decorativos. A maioria apresenta um tema aludindo à Revolução Russa ou às vitórias do país na Segunda Guerra Mundial ou mesmo homenageiam grandes artistas nacionais como Pushkin e Dostoyevsky.

  DSC03746 DSC03747 DSC03748

Já em relação à hospedagem, prefira ficar nas imediações da Nevsky Prospekt, a principal artéria da cidade. Há hotéis para todos os gostos, mas a maioria segue o padrão de decoração do século passado: confortável, mas com móveis antigos.

DSC03841

Separe pelo menos 4 dias completos para explorar a cidade e seus arredores, sendo um dia dedicado ao Hermitage.

Além de Peterhof, o Palácio da Catarina em Tsarskoye Selo também merece uma visita.

Andar de táxi requer uma certa dose de paciência: não encontrei um único carro com taxímetro e os valores tem que ser mesmo combinados de antemão (pergunte “Skolka?”, que significa “quanto custa?” em russo). Além disto, é mais provável que você encontre um táxi que esteja parado do que transitando pelas ruas (este aí embaixo estava estacionado em plena Nevsky, pode?).

DSC03821

Aproveite a estada em St. Petersburg e experimente a variada culinária das ex-repúblicas soviéticas. Você vai se surpreender como alguns pratos parecerão bem familiares, devido à influência gastronômica de outros países. E não deixe de provar o stroganoff russo, feito sem molho de tomate.

DSC03910

A moeda russa (rublo) se desvalorizou em relação ao dólar tanto quanto o real brasileiro, ou seja, os preços na Rússia estão dentro da normalidade para um turista brasileiro (isso em abril de 2015).

No mais, aproveite bastante a visita à Rússia, com certeza uma das melhores experiências de viagem que tive nos últimos tempos.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: