Skip to content

Japão 2016 – Osaka, dia 1

5 abril 2016

DSC05301

***********************************************************************************************

Saímos direto do Aeroporto pelo Narita Express até Shinagawa, onde pegamos o shinkansen que iria até a estação de Shin-Osaka (“shin” significa “novo” em japonês), ou seja, ela foi construída posteriormente à estação de Osaka (que fica no centro da cidade) para abrigar os trens rápidos.

Como iria fazer os deslocamentos utilizando os trens-bala, nada mais prático do que ficar hospedado nas proximidades da estação de Shin Osaka.

Entrei no Airbnb procurando um apartamento e fiquei surpreso com a quantidade de ofertas, o que não aconteceu em 2013, quando havia pouquíssimas opções de aluguel.

Felizmente encontrei um apartamento pequeno e aconchegante a poucos passos da estação e bem servido de comércio. Minúsculo como a maioria no Japão, mas super funcional e com um preço ótimo (cerca de R$300).

airbnb.com

airbnb.com

Nem chegamos a conhecer a proprietária: todas as instruções de como entrar no apartamento vieram por email, assim como os códigos da portaria e da caixa de correspondências. Prático e sem contato pessoal, como os japoneses adoram!

Ah, e tivemos a cortesia de um wi-fi portátil completamente grátis! O aparelho é do tamanho de um celular e bem leve. Pode-se levar no bolso ou na mochila e garante acesso wi-fi em qualquer lugar. Sua bateria durava pouco mais de 10 horas sendo suficiente para nossos passeios. Sensacional!

IMG_20160125_095211870_HDR

DSC05328Tendo Osaka como base, escolhemos passar 2 dias explorando a cidade (outros dois dias foram gastos visitando Kyoto e um dia para conhecermos Nara).

A primeira providência foi adquirir o altamente recomendável Osaka Amazing Pass de 2 dias: pela módica quantia de 3.000¥ (na época, 1.000¥ valiam cerca de R$30) tínhamos transporte gratuito pela cidade (incluindo metrô e ônibus), além de entrada gratuita em várias atrações da cidade, descontos em lojas e restaurantes. Veja a lista completa aqui.

Seguimos de trem até a estação de Osaka (4 minutos) utilizando o JR Pass e lá compramos o Osaka Amazing Pass no Visitor’s Center da estação.

Tomamos o metrô em Higashi Umeda (uma boa andada subterrânea desde Umeda) até a estação Temmabashi (linha Tanimachi), onde andamos até o Osaka Castle.

osaka-subway-map

DSC05304DSC05323

Sua construção foi iniciada em 1583 e ao final se tornou o maior castelo do país naquela época, símbolo de um unificado Japão , como o todo-poderoso Toyotomi Hideyoshi gostaria.

No entanto, ele morreu sem conhecer sua obra magna e as tropas inimigas acabaram destruindo o Castelo, que só foi reconstruido em 1620 pelo Tokugawa Hidetada. Como desgraça pouca é bobagem, em 1655 ele foi atingido por um raio e consumido pelo incêndio.

Sua forma atual data da década de 1930 e, apesar de ter passado intacto pelos bombardeios da Segunda Guerra, foi recentemente renovado em 1997.

Começamos a visita pela parte mais alta: o elevador nos leva até o mirante de onde se tem uma bela vista da cidade e do parque.

DSC05310

Além do mirante há um pequeno museu contando a história do Castelo e a biografia do Toyotomi Hideyoshi, com várias cenas de batalhas e conquistas.

DSC05312

DSC05313

No Castelo também se pode alugar roupas da época para fotos, por módicos 300¥.

*******************************************************************************************

INFO:   OSAKA CASTLE MUSEUM

Horário: todos os dias das 9h às 17h.

Preço normal: 600¥;

*******************************************************************************************

DSC05318 DSC05314

Depois de sairmos, demos uma volta no parque em frente e resolvemos experimentar uma porção do delicioso takoyaki, um bolinho frito com pedaços de polvo, coberto de teriyaki e maionese, feito na hora.

DSC05319 DSC05320

DSC05324

A segunda parada foi logo em frente ao Castelo, no Museu de História de Osaka, inaugurado em 2001 e também gratuito com o passe. O lindo prédio (foto abaixo) reservou os últimos andares para apresentar a evolução da cidade, desde os tempos do Naniwa Palace até a formação do conglomerado que é a região metropolitana de Osaka.

DSC05327 DSC05329

Tudo isso com muitas maquetes e objetos das épocas retratadas, em um trabalho de reconstituição primoroso.

DSC05335

O percurso é bastante didático e agradável de se fazer, durando aproximadamente uma hora. Com explicações também em inglês, é uma visita que recomendo sem medo.

*******************************************************************************************

INFO:   OSAKA MUSEUM OF HISTORY

Horário: de quarta à segunda, das 9h30 às 17h. Fecha às terças.

Preço normal: 600¥;

*******************************************************************************************

Andamos até a estação de metrô Tanimachi 4-chome indo até Hommachi, quatro estações à oeste na linha verde escura (Chuo line) e trocando pela linha Midosuji até Shinsaibashi.

Como era aniversário da Bia, tivemos uma programação especial. A ideia inicial era irmos à Universal Studios local, onde haveria apresentações gravadas de algumas bandas que ela gosta. Ocorre que as filas para esta atração estavam imensas, com espera de mais de 2 horas para entrar. Considerando que teríamos que esperar ao ar livre na temperatura próxima de zero grau não nos pareceu muito interessante e tivemos que recorrer ao plano B: um Neko Café.

IMG_20160123_162520720_HDR IMG_20160123_162558923

Explicando: aqui no Japão não são permitidos animais de estimação dentro dos apartamentos, o que levou ao aparecimento de um novo filão de entretenimento: os cafés com animais.

DSC05346

Em um salão de pouco mais de 25 metros quadrados você pode passar uma hora com os bichinhos, acariciando-os, tirando fotos e, de quebra, pode escolher uma bebida para se distrair enquanto socializa com os animais.

Este tipo de estabelecimento é bastante comum no Japão, principalmente com gatos (neko em japonês), mas também com coelhos e até corujas(!). O Neko no Jikan foi o primeiro do seu tipo no país, aberto desde 2004.

DSC05348

Escolhemos um local em uma ruela de Osaka, que só conseguimos achar graças ao Google Maps, tiramos nossos sapatos e adentramos o local. Uma música suave estava tocando e o silêncio de vozes imperava. Lá dentro, cerca de 15 gatos de raças diferentes estavam em distintos níveis de preguiça: uns dormiam, outros passeavam lentamente, todos levemente indiferentes à presença dos turistas e moradores, como é típico dos felinos.

IMG_20160123_171013509DSC05349

Claro que Bia achou aquilo o máximo, mas confesso que fiquei um pouco entediado com a falta de interação homem-animal (acho que preferiria acariciar as corujas, mas a escolha foi dela).

Pedi uma bebida deliciosa que levava suco de blueberry com leite e frutas e continuei admirando a elegância e o porte dos felinos, até que nosso tempo terminasse.

*******************************************************************************************

INFO:   NEKO NO JIKAN

Horário: Segunda, das 11 às 19h; terça a sábado, das 11 às 21h; domingos das 10 às 19h.

Preço normal: 1000¥; 1250¥ com direito a bebida; 1500¥ com bebida e um pedaça de bolo;

*******************************************************************************************

Continuamos explorando esta área, que é conhecida como Amerikamura (Ame-mura para os íntimos) e contém vários estabelecimentos com comércio voltado para a pequena população de expatriados. Na verdade, o bairro é mais frequentado por japoneses e é conhecido por ser uma espécie de “Harajuku de Osaka”, onde se pode notar as manifestações mais “intensas” da moda e cultura locais.

Seguimos na direção sul até alcançar Dotonbori.

DSC05355 DSC05360Nesta área, cortada pelo Rio Tonbori e conhecida como Namba, fica o coração do agito de Osaka, um local com inúmeras lojas, restaurantes e bares e muita agitação no belo calçadão fluvial, inclusive com direito a um show particular de boy bands desconhecidas.

Aqui fica o famoso letreiro de neon do Glico (uma marca de doce muito famosa no país com sede em Osaka), assim como o pier de onde saem os cruzeiros de 20 minutos pelo rio, outra atração incluída no Osaka Pass.

DSC05365 DSC05369

Este passeio é curto, mas divertido, percorrendo os principais pontos de interesse à beira do rio. Tem saídas a cada meia hora, mas, mesmo no inverno é bastante procurado, por isso recomendo fazer reserva antes no próprio local.

*******************************************************************************************

INFO:   TONBORI RIVER CRUISE

Horário: Segunda à sexta das 13 às 21h. Fim de semana e feriados, das 11 às 21h; saídas a cada meia hora.

Preço normal: 900¥.

Metrô:  Namba

*******************************************************************************************

Foi o que fizemos: enquanto esperávamos nosso horário, jantamos por lá mesmo.

Depois do jantar, voltamos de metrô para casa, exaustos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: