Skip to content

Japão 2016 – Comida

21 junho 2016

DSC05575

Uma das coisas mais interessantes no Japão é a variedade culinária oferecida em restaurantes e seções de comidas das inúmeras lojas de departamento.

Confesso que sou um pouco chato em relação a experimentar coisas muito ousadas: por exemplo, acho que jamais colocaria um escorpião frito na boca. Também não gosto de coisas ensopadas, o que já eliminaria alguns pratos da culinária japonesa.

Felizmente, mesmo com minhas limitações de gosto, ainda há muito para provar no Japão.

Para começar, o país é excelente naquilo que os franceses se julgam os melhores do mundo: a panificação. Mesmo os lugares mais insuspeitos apresentam uma variedade enorme de pãezinhos, brioches, croissants e até o delicioso kouign amman, a delícia bretã (foto abaixo) que abusa da manteiga e açúcar e que é simplesmente fantástica.

DSC05567

A seção de comidas das lojas de departamento são uma festa para os olhos. Encontra-se desde tonkatsu de porco, passando por sets de sushis e sashimis

DSC05558 DSC05559

DSC05560

…até mini tempuras de camarão e legumes, que dão água na boca.

DSC05562

O uramaki abaixo parece o nosso california, mas duvido que os japoneses coloquem manga em sua comida.

DSC05563

E os doces? Decorados com o capricho característico dos japoneses, são uma pintura, com cores diversas e quase sempre com uma fruta para coroar a guloseima.

DSC05569

Esses aí embaixo até parecem os nossos deliciosos brigadeiros, não é? Na verdade são especialidades feitas com doce de batata doce.

DSC05570

Sempre leves e com pouco açúcar, estes doces são também o paraíso daqueles que não abrem mão do sabor do açúcar mas tem medo de engordar.

DSC05573

Estas tortas são feitas de chá verde, um dos ingredientes mais usados em doces e sorvetes no país.

DSC05574

Por falar em doce, o McDonald’s local inventou uma moda (na verdade foi copiado de uma loja que já havia lançado a novidade anteriormente) que está dando o que falar: batatas fritas com chocolate.

DSC05579

Compra-se a batata frita normal e ganha-se um sachê que, quando rompido, espalha um molho de chocolate ao leite e branco sobre elas. Confesso que, apesar de gostar imensamente das duas coisas separadas, o conjunto deixou a desejar.

DSC05580

IMG_20160120_101224122Nosso voo da Japan Air Lines (JAL) também nos brindou com uma refeição tipicamente japonesa, com um noodle delicioso que veio até com o molho apropriado!

Aliás, a oferta de comida neste voo me surpreendeu pela variedade e qualidade, com saladas diferentes, salmão cru e frutas diversas, além de variedades de chás, incluindo o chá verde, como não podia deixar de ser.

Pelo menos a oferta de vinhos não incluía nenhum exemplar japonês – ficamos mesmo com os bons chilenos! O meu sauvignon blanc estava na temperatura correta e casou bem com as ofertas de comida.

IMG_20160120_105139500

Onipresente nas ruas, a máquina de bebidas (jidouhanbaki) é um dos ícones japoneses, vendendo desde água, passando por refrigerantes, mates, chás, sucos e outras misturas mais inusitadas.

A minha preferida foi Calpis, uma das bebidas mais consumidas no Japão e que nada mais é do que uma mistura de água, leite e lactobacilos. Uma delícia, em nada parecido com o que sua pronúncia em inglês faz soar 🙂

IMG_20160120_234843087

E o que dizer do okonomiyaki? Uma das minhas comidas japonesas preferidas, foi criada em Osaka e ficou famosa na região de Hiroshima. No país, cada canto possui uma receita diferente.

Esse aí da foto abaixo, ao lado de um delicioso yakisoba, foi degustado em Kyoto.

IMG_20160122_134012340

Segundo o wikipedia, Okonomi significa “o que você quer” ou “do seu desejo,” e yaki significa “grelhado” ou “frito”  sendo assim, o nome desse prato quer dizer “cozinhar aquilo que você gosta, da maneira que você deseja”.

Na receita entram farinha e ovos, além de caldo de vegetais, repolho finamente picado e normalmente um tipo de carne, havendo também a opção vegetariana. Como cobertura, coloca-se maionese e o nori (um molho de algas).

Os restaurantes que servem esta iguaria fazem o preparo em uma chapa quente na própria mesa do cliente.

IMG_20160122_134326252

Não deixamos de visitar nosso restaurante oriental favorito: o Din Tai Fung, que felizmente possui algumas filiais em Osaka.

IMG_20160124_191020189

Comemos os favoritos xiao long bao de camarão e  carne de porco. Estes dumplings possuem um caldo dentro e devem ser comidos de uma vez só. Sugere-se antes perfurar o dumpling com o hashi para evitar se queimar.

IMG_20160124_191430607_HDR

Também comemos uns dumplings de camarão e carne de porco, estes sem o caldinho e, portanto, mais seguros para comer.

IMG_20160124_191435830_HDR

Completamos com um arroz com porco e camarões que estava sensacional.

O Din Tai Fung é sempre uma pedida certeira!

IMG_20160125_140141552

Uma da melhores maneiras de provar vários pratos ao mesmo tempo, em uma espécie de “tapas” japonesas, é pedir um bentô. Neste aí embaixo tinha tempuras, missô, arroz e o soba frio que é uma delícia.

IMG_20160127_201836652

As comidas de rua normalmente são seguras e dá vontade de experimentar (quase) tudo. Este bolinho alongado, cujo nome não consigo me lembrar, fez sucesso em nosso passeio por Miyajima, especialmente o de polvo.

IMG_20160128_114610039

Duas delícias que são vendidas nas ruas e que podem ser consumidas sem medo são os taiyaki (foto da esquerda), bolinhos doces em formato de peixe de recheios diversos, entre os quais feijão azuki e os takoyakis, uns bolinhos salgados feitos com pedaços de polvo (foto da direita).

Apesar dos nomes parecidos, os sabores não poderiam ser mais diferentes, portanto não confunda.

DSC05320 DSC05402Grandes redes de lojas de conveniência como a 7-Eleven, a Lawson e Family Mart, vendem pães salgados e doces a preços bem acessíveis, itens perfeitos para o café da manhã do dia seguinte. Cada dia provávamos um tipo diferente.

Estes quitutes na foto abaixo a gente comprou em uma confeitaria na estação central de trens de Hiroshima.

IMG_20160128_132927111

Revisitamos o restaurante chinês de Shinjuku, mas achei que estava um pouco menos apetitoso do que da primeira vez. Em relação aos preços, contudo, eles continuam imbatíveis.

Aliás, contrário à crença, pode-se comer bem e barato no Japão. As refeições nestes locais que mencionei ficam em torno de 1000¥ por pessoa. E no país a cultura da gorjeta não é aplicada, chega a ser deselegante incluir 10%.

IMG_20160204_194355333

Se você não gosta de comida japonesa, ou quer variar de sabor,  muito provavelmente vai encontrar algumas delícias italianas pela frente. Os japoneses parecem ter uma predileção especial pelo espaguete carbonara, encontrado na maioria dos restaurantes e uma pedida certa para contrabalançar o exotismo dos pratos nacionais.

IMG_20160125_191053572

Outras iguarias italianas incluem o gostoso Doria (na verdade uma adaptação japonesa), que nada mais é do que um gratinado de carne (ou camarão) com legumes sobre uma camada de arroz.

IMG_20160127_141428231

Nosso restaurante preferido (fomos 3 vezes)  em Tóquio e em toda a viagem foi o Genki Sushi em uma ruela em Shibuya.

IMG_20160208_121036141

IMG_20160208_120943091

O conceito de esteira não é nenhuma novidade, mas aqui ele é executado à maestria; Senta-se de frente para uma pequena tela de LCD e de lá faz-se o pedido – no máximo 3 por vez. Em poucos minutos seu pedido para em frente a seu assento.

E tudo o que você precisa já está na mesa: gengibre, guardanapos, palitos, água quente, molho shoyu.

Como se não bastasse, a qualidade é muito boa e os preços são inacreditavelmente baratos independente do país. Eu e Bia normalmente pedíamos 5 pratinhos cada um. Cada prato vem com 2 ou 3 – às vezes até 6 – e saíamos de lá plenamente satisfeitos.

A conta? Não dava mais do que 800¥ por cabeça (ou 25 reais, pela conversão da época).

IMG_20160208_121538322

Meus preferidos eram o trio de tempura de camarão e o de camarão com maionese (esses aí embaixo), fantásticos!

Se eu pudesse indicar apenas um restaurante no Japão seria este, sem dúvida!

IMG_20160201_185108241

Deixei o melhor para o final: você não pode sair do país sem experimentar as variedades dos chocolates Kit Kat.

Vejam alguns dos sabores que você só encontra por aqui:

IMG_20160123_180904646

Passas ao rum

IMG_20160123_180913386

Batata doce

IMG_20160123_180923203

Cheesecake de morango

IMG_20160123_180931279

Chá preto

IMG_20160123_181008150

Cookies and cream

***********************************************************************************************

Uma coisa é certa: sua experiência gastronômica tem tudo para ser um componente muito impactante na sua viagem ao Japão.

E, procurando bem, dá para fazer ótimas refeições a preços bem camaradas!

Anúncios
5 Comentários leave one →
  1. 22 junho 2016 7:59 am

    Que bacana esse post!!! Muito legal mesmo…fiquei com vontade de experimentar esse KitKat de pudim u.u

    • 22 junho 2016 7:16 pm

      Haha, Aspirinha. Dá vontade de experimentar todos. Trouxe um com sabor de wasabi que era ótimo!

  2. 23 junho 2016 4:38 pm

    Excelente post, JB! Já deu pra perder o medinho da heterodoxia alimentar japonesa!

    • 23 junho 2016 9:26 pm

      Pois é, Lili. Sempre haverá uma chance de provar algo interessante!

Trackbacks

  1. Japão 2016 – Curiosidades | O Descobrimento da América +

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: