Skip to content

Europa 2016 – Itália – Milão, parte 1

19 fevereiro 2017

dsc06746

Quando contei para amigos que tinha a intenção de ficar dois dias inteiros em Milão, todos tentaram me demover da ideia: “a cidade não tem muito para fazer”,  “bastam 3 horas para se visitar as principais atrações”, estas eram as principais críticas.

Depois de passar vários dias alternando entre cidades pequenas da Alemanha e Suíça, eu precisava do agito de Milão, urbano que sou, como quem precisa de ar para respirar. Mesmo com toda a corrente contrária, mantive os planos e não me arrependi nem um pouco.

Claro que, comparado ao que Roma, Veneza e Florença tem a oferecer, Milão perde de goleada, mas não vi nenhum motivo para tamanho desprezo pela cidade, nem mesmo presenciei alguma animosidade local contra os turistas (“estes italianos do norte tem o nariz empinado!”, diziam alguns). Curtimos nossos dois dias, comemos bem e barato, fizemos uma programação cultural tranquila e abrangente, enfim, nos divertimos muito.

Nossa saída de Como em trem estava prevista para a estação San Giovanni, mas como estávamos bem próximos à estação Como-Borghi, preferimos tomar um trem local, um pouco mais vagaroso, que nos deixou na estação Milano Centrale, com uma troca de trens em Milano Cadorna – no total a viagem demorou pouco mais de uma hora.

Nosso apartamento estava situado a duas quadras da estação, na Via Ponte Seveso, em um edifício bem antigo e com elevador apertado, que mal cabia nossas malas. O apartamento, ao contrário, tinha mobiliário novo e era bem aconchegante.

dsc06766

Nossa primeira providência foi arrumar um lugar para almoçar, o que conseguimos fazendo uma rápida pesquisa na Internet. Havia um restaurante fora do circuito turístico, frequentado basicamente por italianos e que tinha uma comida bastante honesta e a preços nunca vistos até aquele momento – massas por 6 euros!!!

Depois do almoço tomamos o metrô até a estação Duomo pela linha amarela (M3), saindo em frente à praça.

dsc06757

No final da tarde, não poderíamos ter sido agraciados com visão mais bonita da linda Catedral e da elegante Galleria Vittorio Emmanuelle, um par perfeito e seguramente os maiores ícones de cidade.

dsc06755

A Galleria foi criada em meados do século 19 por Giuseppe Mengoni para unir as duas praças: Piazza del Duomo e a Piazza della Scala. Foi um dos primeiros shoppings construídos no mundo e seu nome homenageia aquele que foi o primeiro Rei da Itália.

dsc06762dsc06763

Dentro se encontram várias lojas sofisticadas e alguns dos restaurantes mais antigos da cidade, mas a maior parte do público quer mesmo é admirar esta belezura com teto de vidro e arcos de ferro fundido. Havia um Mc Donald’s dentro da Galeria (o Horror! o Horror!) mas sua licença não foi renovada pela prefeitura e uma loja da Prada foi aberta em seu lugar.

O centro da galeria, em formato octogonal tem quatro brasões na cúpula, representando as três capitais do Reino da Itália (Turim, Florença e Roma), além da própria Milão.

img_20161027_172106624

Il Duomo di Milano, como é conhecida a Catedral da cidade, é a maior igreja da Itália (A Basílica de São Pedro fica no Vaticano, lembra?) e a quinta maior do mundo. Sua construção levou 6 séculos e utilizou dezenas de arquitetos e engenheiros, só terminando quando Napoleão, prestes a se tornar Rei da Itália, ordenou em 1805 que sua fachada fosse concluída, o que só ocorreu sete anos depois, a tempo dele ser coroado Rei.

dsc06752dsc06753

Com 45 metros de altura e em estilo gótico, a Catedral é mesmo impressionante, dominando o panorama da praça. Seu interior e os terraços podem ser visitados, mas decidimos deixar a visita para o próximo dia, com mais calma.

dsc06772

Nesta praça ficam dois museus interessantes, mas que não houve tempo para visitar: o Museo del Novecento, que fica no Palazzo dell’ Arengario (foto abaixo à esquerda), tem ênfase na arte do século 20, abrangendo desde Picasso e Klee até artistas italianos modernos como Lucio Fontana. Abre todos os dias das 9:30 às 19:30; quintas e sábados fica até às 22:30 e na segunda abre a partir das 14:30. Entrada a €10.

dsc06773 dsc06777

Logo ao lado fica o Palazzo Reale (foto acima à direita), por muito tempo sede do governo e que agora se transformou em um importante centro cultural – durante a nossa visita, a mostra em cartaz era sobre Rubens e o nascimento do barroco e atualmente está havendo uma exposição com obras do Keith Haring.

Os horários de abertura são idênticos ao do Museo del Novecento. A entrada é um pouco mais cara: €14.

dsc06765

dsc06764

Atravessamos a Galeria mais uma vez até chegar na Piazza della Scala, que possui uma estátua em homenagem a Leonardo da Vinci, obra do escultor Pietro Magni erguida em 1872.

Em frente à praça fica o teatro de mesmo nome (foto acima), que foi construído em 1776 a mando da Imperatriz Maria Theresa da Áustria, para substituir o antigo Teatro Ducal que havia sido destruído por um incêndio. O local escolhido para o novo teatro ficava onde antes havia a igreja de Santa Maria alla Scala, por este motivo o nome foi mantido.

Verificamos que naquele dia haveria um espetáculo de balé (“Giselle”) e decidimos comprar entradas para o mesmo dia. Teríamos a oportunidade de assistir a um espetáculo no famoso teatro por menos de €10. Era uma oferta irrecusável!

dsc06786

Por dentro o teatro revela toda a  sua pompa, com assentos de veludo vinho e lustres imponentes, revelando em seu interior a beleza que não se nota tão facilmente na parte externa – confesso que quando vi a fachada do teatro fiquei um pouco decepcionado com sua aparente “simplicidade” arquitetônica.

dsc06789

O espetáculo foi bonito e relativamente curto, o que permitiu que a gente pudesse jantar logo em seguida.

dsc06793

Escolhemos um restaurante nas imediações e mais uma vez escolhi um prato de massa – pappardelle a carbonara.

img_20161027_214250476

Voltamos de metrô para o apartamento, descendo outra vez na estação Sondrio, na linha amarela, que ficava mais próxima de onde estávamos.

dsc06780

E assim terminou nosso primeiro dia em Milão.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: