Skip to content

Nova Zelândia – Passeio a Waiheke

9 agosto 2017

Dentre as inúmeras ilhas do Golfo de Hauraki, Waiheke se destaca por ter fácil acesso a partir de Auckland (40 minutos em ferry), lindas e tranquilas praias e o apelo das várias vinícolas locais.

milesperday.com

A travessia é tranquila e em pouco tempos estávamos chegando ao pier de Matiatia, de onde saem os ônibus hop-on-hop-off.

A primeira parada é na Oceanview Road, centro nevrálgico da ilha, com a maioria do comércio, restaurantes, bares e agencias de turismo. Ali se encontra a praia de Oneroa, com águas calmas e perfeitas para um passeio.

Durante o inverno o intervalo entre os ônibus aumenta para uma hora, mas este tempo foi mais do que suficiente para dar uma volta na praia e explorarmos o local.

Como nosso foco era conhecer as vinícolas, logo partimos para nossa primeira experiência na Wild on Waiheke (número 8 no mapa acima).

 

Wild on Waiheke não é sua vinícola usual: aqui, além da degustação e do restaurante ao ar livre há uma série de atividades extra-curriculares, como arco e flecha, tiro ao prato (com laser, mais seguro).

Também tem o  wildtag, um jogo parecido com o paintball, só que praticado com um arco mongol.

Ah, e além do vinho eles também produzem sua própria cerveja artesanal. Cool!

Decidomos começar leve e provar apenas uma taça de sauvignon blanc, degustada enquanto observávamos as famílias se divertindo neste sábado de tempo glorioso.

wildonwaiheke.com

Caminhamos alguns poucos metros até chegar na nossa segunda vinícola: a premiada Stonyridge.

A vinícola é um charme só: a sede fica em um lindo casarão coberto de hera e o restaurante abusa dos ombrellones e espreguiçadeiras para dar um ar super aconchegante ao visitante.

Não pudemos resistir à tentação de degustar uma taça de pinot gris e outra de syrah e admirar os vinhedos logo abaixo.

Saímos muito a contragosto da nossa zona de conforto para visitar a terceira vinícola do dia, logo ao lado: a Te Motu que não nos impressionou muito, ainda mais depois da visita anterior.

Como já estava na hora do nosso ônibus passar, seguimos para parada e rumamos na direção da Onetangi Beach na parte centro-norte da ilha, uma praia muito simpática com alguns poucos restaurantes lotados na beira do pequeno calçadão.

aucklandnz.com

Nosso destino final, no entanto, era a Batch Winery na parte sul da ilha, onde decidimos parar para o almoço.

E nossa escolha não poderia ser mais perfeita: sendo a vinícola mais alta da ilha, o local tinha instalações bem charmosas além de uma vista privilegiada, mais ainda no final da tarde.

Pedimos o prato mais conhecido do local: uma degustação de comidinhas típicas com um toque de modernidade que saía a 43 NZD. Este prato vinha com uma degustação de 3 vinhos, mas ganhamos também umas amostras dos espumantes locais (cortesia da nosso ticket de hop-on-hop-off). Apesar de nenhum deles ser especialmente memorável, foi o perfeito acompanhamento da refeição!

E a comida era simples, mas apetitosa e em quantidade suficiente. Começamos experimentando presunto caramelizado com pães, queijos e chutneys diversos.

Depois passamos para uma torta de ovo e bacon, coleslaw, bolo de carne e salmão defumado.

Por fim a sobremesa, ponto alto da refeição: uma pavlova com mascarpone, lascas de amêndoas e frutas vermelhas.

Saímos de lá a tempo de pegar um dos últimos ônibus para voltar ao pier e regressar a Auckland. Ficamos bastante satisfeitos com o passeio, que recomendo fortemente!


INFO

O ferry da companhia Fullers até lá custa 36 NZD ida e volta e pode ser tomado no Ferry Terminal em Quay Street (saídas a cada meia hora nos horários de pico, menos saídas durante o fim de semana) ou em Devonport.

Se você não tiver de carro, pode ser interessante comprar o pacote que dá direito a um ônibus hop-on hop-off com várias paradas por parte da ilha, incluindo as vinícolas, claro. Custa 55 NZD.

 

Existe também a opção de conjugar a passagem de ferry com um passe de ônibus comum da ilha por 45 NZD, mas não recomendo pois o horário dos ônibus, ao menos nos fins de semana, não permite muitas viagens.

Mais informações neste site.


Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: