Pular para o conteúdo

Fim de semana – Aracaju – ida ao Cânion de Xingó

11 maio 2019


COMO CHEGAR


A maioria dos turistas que visitam o Cânion do Xingó (também conhecido como Cânion de São Francisco) chegam até lá através de uma cansativa excursão saindo de Aracaju (ou, ainda mais extenuante, de Maceió). Os 280 km que separam a capital sergipana da maior atração do interior do estado são percorridos em 3h30, no mínimo.

Por essa razão, se você dispuser de tempo, sugiro que fique ao menos uma noite na região. Caso contrário, sua melhor opção será um tour guiado saindo dessas duas capitais nordestinas, mas prepare-se para um dia longo e cansativo.

Se você decidir pelo pernoite, pode chegar de ônibus, saindo da rodoviária de Aracaju. A empresa Rota tem 3 saídas diárias e a viagem até Canindé de São Francisco – SE dura 4 horas. Veja os horários e compre a passagem através desse site.

Não há ônibus direto de Maceió para Piranhas -AL.

A melhor alternativa, sem sombra de dúvida, é mesmo alugar um carro, pois irá facilitar e muito seus deslocamentos por lá e evitar gastos com táxi, a única outra forma de chegar até a origem dos passeios.


ONDE FICAR


Não aconselho ficar em Canindé do São Francisco – SE : a cidade é muito pequena e sem atrativos.

A maior e mais preparada cidade para receber o turista é Piranhas, que fica na margem esquerda do São Francisco, já no estado de Alagoas, e tem atrações suficientes para manter o turista ocupado por dois dias, no mínimo.

A parte antiga da cidade é separada por uma estrada de 4 km da “nova” Piranhas, com construções mais recentes. Por ali ficam várias pousadas mais simples e mais baratas.

Preferimos ficar na parte nova, no recém inaugurado Hotel Dunen, que se espalha por dois edifícios, um em frente do outro, na mesma rua. O hotel é novíssimo, tem decoração inspirada no folclore do sertão nordestino e diárias um pouco inflacionadas (R$240 por um quarto duplo).

Mais detalhes sobre a cidade no próximo post.


PASSEIO AO CÂNION


O principal passeio na região é para a área do Cânion de Xingó, que tem 60 km de extensão e profundidade chegando a 190 metros. Ele surgiu devido ao represamento do rio por conta da construção da usina hidrelétrica de Xingó, na divisa entre os estados de Sergipe e Alagoas, sendo o 5° maior cânion navegável do mundo.

Existem duas empresas que fazem esse passeio, mas o preço é tabelado em R$110 (preços de abril de 2019), por isso nem adianta pechinchar. A mais famosa delas sai do restaurante Karrancas, na margem oposta em Canindé do São Francisco-SE. Um táxi de Piranhas até lá vai cobrar cerca de R$80 ida e volta.

Fizemos o trajeto de carro em 25 minutos, parando para algumas fotos da hidrelétrica de Xingó.

Os catamarãs são grandes, levando no máximo 250 pessoas por vez, com até 4 saídas diárias na alta temporada e nos fins de semana (9h, 10h30, 11h30 e 14h).

A outra opção tem saída da praia da Dulce, na cidade de Olho D’água do Casado-AL. O táxi até lá costuma ser um pouco mais caro.

Se vocês estiverem em grupo, a melhor pedida é contratar uma lancha particular. Cabendo até 8 pessoas, só tem vantagens: você fica o dia inteiro com o piloto, pode fazer seu próprio roteiro, incluindo locais onde o catamarã não consegue alcançar, é permitido levar sua bebida e comida e sai bem mais barato do que o passeio turístico – nos ofereceram a lancha por R$450 mas não havia mais ninguém para dividirmos.

Tivemos que nos contentar com a multidão e a trilha sonora característica. O percurso dura uma hora de navegação, uma hora nas áreas demarcadas para o banho e mais uma hora de volta, ou seja, são duas horas de vibe musical cangaceira.

No começo o rio se apresenta largo, mas logo as formações rochosas começam a aparecer – entre elas o Morro dos Macacos e a Pedra do Japonês –  e logo adiante a principal atração: o Paraíso do Talhado, onde o rio fica mais estreito a onde se encontram as grutas mais profundas. Para a alegria de todos, o catamarã para um pouco mais adiante para o banho.

Há algumas áreas delimitadas para banho que ficam exclusivas para cada catamarã mas, felizmente, nem todo mundo decide pular na água apesar de haver “macarrão” em profusão para boiar com tranquilidade. Também há uma área separada com profundidade de 1m para as crianças.

Achei que a parada para banho poderia ser um pouco mais demorada para que se possa aproveitar todas as opções existentes como o stand up paddle (R$10 por 10 minutos)…

e o passeio à Gruta do Talhado (feito em um barco menor e pago à parte – R$10), que foi o ponto alto do passeio e é imperdível.

Conselho: aproveite o banho primeiro e depois faça esse passeio – a maioria das pessoas faz o contrário.

O restaurante Karrancas funciona no esquema de preço único (R$40) sem incluir a bebida e pode ser uma opção para depois do passeio, o que grande parte dos turistas acaba escolhendo.

Sabendo disto, resolvemos não enfrentar as filas e decidimos almoçar em outro lugar não sem antes parar para apreciar as praias demarcadas do “Velho Chico”.

O tempo virou completamente no fim de tarde, mas deu tempo de chegarmos no hotel antes da chuva.


OUTROS PASSEIOS


Pode-se fazer também a Trilha de Angicos, que reconstitui os últimos passos de Lampião antes de sua morte em uma emboscada. O percurso inicial é feito em barco, saindo do pier em Piranhas e parando em um restaurante (Angicos ou Ecoparque, dependendo do dia), onde ficam os guias para as trilhas.

A trilha até a Gruta de Angicos (opcional e paga à parte – RS$10) dura aproximadamente 1h e 30min. Apesar de ser leve e plana, é feita todo o tempo sob sol escaldante por entre a vegetação de caatinga. Use roupas leves, leve repelente e protetor solar, um calçado confortável e prepare-se para o calor. Na volta poderá almoçar ou relaxar na praia local.

Esse passeio dura cerca de 5 horas e custa entre R$80 e R$100.

Também há a opção de visita à Hidrelétrica de Xingó, em uma visita guiada de 40 minutos.

Todos esses passeios podem ser agendados nas pousadas ou hotéis.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: