Skip to content

Dia 9 – Panajachel

27 fevereiro 2007

O plano hoje era fazer um tour pelas vilas ao redor do Lago Atitlán. Acordei um pouco tarde e nem deu tempo de tomar o café da manhã antes de embarcar – só consegui beber um suco de pêssego.

O barco saiu pontualmente às 8h30 e levou uma hora e meia até chegar a San Pedro la Laguna, a primeira parada. A vila é bastante pacata e possui várias igrejas, inclusive uma desproporcional Igreja Batista. Juntei-me a uma argentina e um italiano e percorremos as ruelas do lugar, sem falar sobre futebol em nenhum momento, vejam só!

guatemala-san-pedro-la-laguna-3.JPG

Próxima parada foi em Santiago de Atitlán, uma hora de barco lento desde San Pedro. Esta vila é bem maior e tem até uma Plaza Central e engarrafamento de tuk-tuks. Esta vila é famosa pelo culto ao Deus Maximón, adorado pelos maias. Fica no extremo oposto de Panajachel. Comi um brownie delicioso com macadamias e comprei alguns souvenirs.

guatemala-santiago-atitlan-3.JPG

Saimos às 13hs em direção a San Antonio Palopó, a última parada. Esta vila fica próxima a Panajachel e é bem compacta, possuindo ruelas bem íngremes. Aqui o assédio dos vendedores foi incessante, mulheres e crianças pedindo qualquer coisa. Uma das vendedoras conversava até em italiano! Felizmente foi onde ficamos menos tempo, saindo meia hora depois de volta a Pana.

guatemala-san-antonio-palopo.JPG

Chegamos em Pana exaustos das andanças e dos percursos, que pareciam intermináveis, com a (pouca) velocidade do barco. Saí para comprar um ímã de geladeira, que aqui parece ser mais difícil de achar do que ouro em pó. O exercício da barganha aqui parece ser condição “sine qua non” para que a venda se efetue, e os precos chegam a cair pela metade. Depois das compras ainda deu tempo de ver o belíssimo por do sol na beira do lago.

guatemala-por-do-sol-em-pana-4.JPG

Voltei ao Hotel e saí para o jantar. Decidi dar uma segunda chance para Las Chinitas, já que não aguentava mais comida mexicana. Pedi um macarrão birmanês com frango, muito gostoso e depois fui até El Horno, repetir a fantástica torta de cenoura.

Amanha vou para Guate, último dia no país.

Trilha sonora : “At my most beautiful” – R.E.M. Esta música tocou em San Pedro la Laguna enquanto estávamos aguardando para embarcar. Coincidentemente minha filha costumava cantá-la quando tinha 4 anos. “I found a way to make you smile”. Indeed.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: